Você passa o dia todo nas redes sociais e já pensou em como é trabalhar para o Facebook, por exemplo? A sua hora chegou, pois o Facebook Brasil abriu o prazo de inscrições para seu Programa de Estágio 2015. O programa dura um ano e oferece vagas apenas em São Paulo, onde está localizado o escritório da empresa, nas seguintes áreas: business, finance e media partnership. A empresa não informou o número de vagas disponíveis, mas irá assimilar aqueles candidatos que se destacarem na seleção.

Para participar da seleção, os candidatos devem estar cursando o ensino superior em diferentes cursos, além de ter conhecimentos sólidos em inglês (nível avançado), além do espanhol e pacote Office que serão considerados diferenciais. O processo seletivo é dividido em três etapas: avaliação online, avaliação presencial de competências e entrevistas finais. Na etapa final, os candidatos terão a oportunidade de conhecer o diretor geral do Facebook no Brasil, Leonardo Tristão, e o diretor de pequenos e médios negócios para América Latina, Patrick Hruby.

Na área de Business, o estagiário irá ajudar no desenvolvimento de páginas de anúncios, ofertas a clientes do Facebook e outras atividades divididas nos setores Small Medium Business e Global Sales. Para esta área, podem candidatar jovens que tenham graduação prevista para dezembro de 2015 nos cursos de Administração de Empresas, Comunicação Social (Publicidade e Propaganda, Propaganda e Marketing, Marketing e Relações Públicas), Ciências Econômicas e Engenharias.

Outra área é a Finance, onde ocorrem as decisões sobre os processos financeiros na América Latina. Esta área aceita inscrições de estudantes dos cursos de Administração de Empresas e Ciências Econômicas com formação prevista para dezembro de 2015. Por fim, a Media Partnerships, que é a área de parcerias estratégicas de entretenimento, esportes e notícias. Ela é destinada aos estudantes de Comunicação Social (Publicidade e Propaganda, Propaganda e Marketing, Jornalismo e Relações Públicas) e Administração com formação prevista para dezembro de 2015.

Os interessados podem se inscrever até o dia 14 de outubro pela internet, no site dedicado a seleção www.grupodmrh.vagas.com.br.

Por Robson Quirino de Moraes


As redes sociais atualmente ocupam um bom espaço na vida cotidiana das pessoas. É muito comum, por exemplo, no mercado de trabalho termos acesso e contato aos perfis sociais de diversos colegas, empresas e pessoas ligadas com o setor onde trabalhamos. Por outro lado, elas não podem ser usadas como uma ferramenta útil apenas por quem já está empregado. Quem é estudante ou ainda quem busca uma posição no mercado de trabalho, o perfil social pode ser um ótimo cartão de apresentação e pode servir para te ajudar a conseguir uma vaga no mercado.

Dentre as diversas mídias sociais está o Facebook. Alguns profissionais quando possuem uma boa quantidade de material e experiência acabam criando páginas para expor seus trabalhos. Quem não tem tanta coisa assim ainda pode usar seu perfil pessoal como um cartão de visitas. É claro que alguns cuidados devem ser tomados. Mas no geral é relativamente simples melhorar sua conta no Facebook para um objetivo mais profissional.

É claro que o nível de profissionalismo da página irá depender da área de atuação do profissional. Algumas permitem uma certa liberalidade enquanto que outras não. De qualquer maneira o ideal é ter certeza de que o que se está fazendo irá passar uma imagem de confiabilidade bem como de um certo ar amigável.

Confira algumas coisas que podem ser feitas:

1 – Cuide da aparência. Isso mesmo sendo algo óbvio é comum vermos perfis com avatares e capas nada discretas. É conveniente fazer uso de imagens que, claro, a pessoa esteja com um bom aspecto.

2 – Cuide da privacidade. Como a conta é nossa é claro que iremos publicar coisas que nos sejam interessantes e aos nossos amigos. É interessante criar uma lista que separe aqueles que são do nosso círculo pessoal daqueles que são nosso circulo profissional. As configurações de publicação das postagens são bem abrangentes. Vale a pena dar uma olhada com atenção nelas antes de publicar algo.

3 – Publique algo “publicitário”. Isso é indicado para quem tem muitos contatos do mesmo ramo. Não vai fazer mal nenhum de vez em quando publicar algo que seja do mesmo ramo profissional, ou seja, coisas que tenham algo em comum com seu emprego.

4 – Fotos profissionais. Sempre que tiver poste alguma foto em seu ambiente de trabalho, trabalhando é claro, e não mostrando o quanto você pode ser improdutivo.

Com algumas coisas simples é possível melhorar o nosso perfil para que ele nos ajude profissionalmente e não ao contrário.

Por Denisson Soares


A cada dia que passa, um candidato a uma vaga de emprego precisa tomar todos os cuidados com o que se fala no seu perfil do Facebook. Uma pesquisa realizada por dois estudiosos, Katelyn Cavanaugh e Richard Landers, da Universidade Old Dominion, nos Estados Unidos, aponta que uma verificação do perfil do Facebook de candidatos a uma vaga de emprego demonstra ideias de como ele vai se comportar no ambiente de trabalho.

A consciência e a extroversão são dois indícios que conseguem ser observados no perfil do Facebook e que são importantes na vida profissional. A consciência normalmente indica alguns fatores essenciais na duração do empregado no trabalho: a pontualidade, obediência e organização. A extroversão já demonstra uma característica de boa convivência com as pessoas, a interação, o convencimento, que são da personalidade do vendedor, do profissional que gosta de passar seu tempo em grupos de pessoas.

O teste foi feito no ambiente virtual, com 146 pessoas por uma pesquisa de personalidade. As perguntas que tinham no questionário colhiam informações para conhecer melhor cada participante e como eles pensavam sobre si mesmos. Além disso, os organizadores da pesquisa classificaram a personalidade das pessoas de acordo com o perfil da rede Facebook. O mais interessante é que as informações da rede social de cada pessoa tinham mais características delas do que as respostas que elas deram.

Segundo Cavanaugh, o melhor da rede social é que além de informações recentes, o empregador consegue identificar também características mais antigas do profissional. “No Facebook você pode não apenas encontrar informações muito atuais no perfil de alguém, mas também pode acessar um registro do comportamento passado dessa pessoa”. Nesses questionários, o candidato também pode fraudar as respostas, colocando-se como um profissional que a empresa quer e não como ele realmente é.

De acordo com Landers, o empregador também não pode fazer uma análise rápida no perfil do candidato e já julgá-lo como bom ou ruim. “Para se ter uma boa imagem da personalidade de uma pessoa no Facebook, você precisa ter uma dúzia ou mais pessoas fazendo julgamentos sobre aquele perfil”. 

Por Carolina Miranda


Uma parceria entre o Facebook e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) vai auxiliar mais de um milhão de pequenos empreendedores brasileiros para a utilização da maior rede social do mundo como um meio de realizações de negócios.

A parceria prevê o lançamento, ainda neste ano, de um curso online e gratuito para as pessoas que desejam colocar o mundo virtual em suas micro e pequenas empresas como forma de abranger as possibilidades de comércio. Os empreendedores terão a oportunidade de utilizar a plataforma feita em português e com itens de interatividade, como o jogo, um modo fácil e agradável de aprender a usar a rede social como um veículo profissional.

A plataforma vai reunir um curso virtual e alguns encontros presenciais em todo o país para melhor aprendizagem, orientação e suporte nas dúvidas dos empreendedores que possuem alguma dificuldade no processo de implementação da rede social como um meio de desenvolvimento de seus negócios. As apresentações presenciais vão acontecer nas unidades do Sebrae espalhadas por várias regiões do Brasil. Quando o aluno concluir o curso, ele ainda vai receber créditos para utilizar em anúncios no Facebook como uma forma de iniciar a divulgação do comércio na página virtual.

O diretor de negócios para pequenas e médias empresas do Facebook para a América Latina, Patrick Hruby afirma que a parceria é uma alternativa para que os empreendedores brasileiros se iniciem nos negócios virtuais e consigam encontrar seus consumidores. "Queremos crescer junto com o mercado e contribuir para a inclusão digital de micro e pequenas empresas brasileiras. Hoje, o Facebook chega a oito de cada dez internautas brasileiros e isso representa uma oportunidade enorme para que os empresários encontrem seus consumidores".

Para o presidente do Sebrae, Luiz Barretto, a internet, em especial as redes sociais, está passando por um processo de transformação em um grande comércio virtual e que isso, em pouco tempo, vai acabar se tornando um meio digital empresarial. “A utilização de estratégias de marketing digital e relacionamento com clientes em ferramentas virtuais populares, como o Facebook, passaram a ser obrigatórios na rotina dos empreendedores. A parceria entre Sebrae e Facebook é justamente o reconhecimento da internet como ambiente fundamental na gestão e desenvolvimento dos pequenos negócios", conclui. 

Por Carolina Miranda





CONTINUE NAVEGANDO: