A crise econômica está afetando diversos setores e algumas profissões estão sentindo drasticamente esta influência. Algumas áreas não são boas opções para investir.

Com a crise econômica no Brasil, a decisão dos mais jovens, de qual carreira seguir está cada vez mais complicada e é necessário analisar todo um cenário antes de optar por uma carreira, para não ficar para trás.

Confira os cargos que estão em baixa e são desaconselháveis no atual cenário econômico, segundo cinco empresas de gestão de carreira e seleção.  

  • Gi Group:

– Auxiliar e Agente de Atendimento, Caixa e Operador de Caixa, Vendedor, Gerente de Loja.

Essas profissões sofrem muito com as quedas na economia, pois o setor de vendas acaba desacelerando com o consumo baixo. Este ano, pela primeira vez a agência não recebeu pedidos de novas vagas em datas especiais, como o dia das mães ou dos namorados.  

  • Gouvêa de Souza:

– Desenvolvedor de Páginas Web – Os smartphones e tablets andam ocupando mais espaço do que os computadores, e esse profissional tem perdido espaço no mercado.

– Analista de Mídia Social – Como houve um crescimento da oferta desses profissionais, o mercado não conseguiu absorvê-los.

– Agente de Turismo: Perde vez para os sites especializados em viagens.

– Corretor de Imóveis – Além da baixa procura para compra de imóveis, o mercado anda saturado desse perfil profissional.

– Analista de Investimentos: Perde espaço com a desaceleração da economia, onde há poucos investimentos.  

  • Grupo Hays:

– Gerente de Engenharia para novos projetos – Os novos projetos acabam não saindo do papel na maioria das empresas, devido ao cenário financeiro do país, fazendo com que esse profissional perca campo de trabalho.

– Comerciante Exterior – O câmbio tem variado muito devido à inconstância do mercado financeiro, fazendo com que algumas empresas evitem esse tipo de comércio.  

– RED P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) –  Já que o cenário é de recessão, o desenvolvimento de novos produtos não é a prioridade nas empresas.

– Engenharia Civil – Com a economia em crise, as novas construções, projetos e gerenciamento de obras tendem a estar também em queda.  

– Secretária Executiva – Com a crise, as funções da secretária estão sendo distribuídas dentre os colaboradores da empresa.

– Arquiteto e Decorador – Além da diminuição do lançamento de novos imóveis, esses projetos também são encarados como algo não essencial.            

Por Patrícia Generoso 


O banco francês BNP Paribas está com vaga de estágio aberta para a área de Pesquisa Econômica e Estratégia (em inglês, Economic Research & Strategy) em São Paulo (SP). Sendo um dos bancos mais importantes no cenário mundial quanto a análise e concessão de crédito, a experiência de ser responsável por atividades ligadas a área de pesquisa econômica podem render ao estagiário bons frutos de conhecimento específico aplicado, além de ter a oportunidade de ser efetivado.

Podem participar estudantes de Economia e Engenharias (todas) que se formem entre julho de 2012 e dezembro de 2012, e estejam dispostos a aplicar seus conhecimentos em projeções macroeconômicas de cenários de inflação e nível da atividade econômica, contribuindo para a criação de reports de dados econômicos que impactem a atividade real da empresa. Além disso, o estagiário estará ligado a todo momento ao setor de ações, através dos mercados financeiros aos quais precisa pesquisar.

A bolsa auxílio é de R$ 1.550,00 e o selecionado ainda conta com vale alimentação, vale transporte e assistência médica, dentre outros benefícios. Para se inscrever e ter mais informações acesse http://www.ciadetalentos.com.br/ve330828.

Por Diego Alvim


A Merrill Lynch é um dos maiores bancos de investimentos do mundo, tendo mais de 90 anos de mercado a empresa americana é referencia mundial em assessoria financeira e consultoria.

A filial da empresa no Brasil está com vagas abertas para estágio em Mesa de Operações (Projetos). Para se candidatar é preciso estar cursando Administração, Marketing ou Ciências Econômicas, ter previsão para conclusão entre junho e dezembro de 2011, inglês fluente, bons conhecimentos do pacote Office e disponibilidade para estagiar 30 horas semanais.

A empresa oferece remuneração e benefícios compatíveis com o mercado.

Os interessados devem se inscrever no site

Por Levi Rocha


A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) lançou com o intuito de estimular estudos voltados para o setor bancário e financeiro o I Prêmio FEBRABAN de Economia Bancária.

Podem ser inscritos dissertações, artigos acadêmicos, teses, monografias de graduação e papers, todos individuais feitos por pessoas de qualquer nacionalidade, formação acadêmica e idade. Os projetos devem ser escritos em língua portuguesa e concluídos posteriormente a dezembro de 2006.

Os temas desta primeira edição do prêmio ficarão restritos à regulação do mercado financeiro, rentabilidade bancária, crédito bancário, taxas de juros e spread ou bancarização.

Os interessados devem se inscrever até o dia 15 de outubro preenchendo a ficha de inscrição no site www.febraban.org.br/premiodeeconomiabancaria e enviando o projeto via correio para o endereço Prêmio Febraban de Economia Bancária 2009, Av. Brigadeiro Faria Lima, nº 1485, 15º andar – Torre Norte, CEP 01452-921 – São Paulo – SP Brasil.

Os prêmios variam de R$ 2 mil a R$ 25 mil, todos os projetos serão publicados no jornal Valor Econômico.

Por Levi Rocha


A assessoria de imprensa Original 123 Comunicações, que fica na Vila Madalena, bairro de São Paulo, está a procura de um Assessor de Imprensa para a área de economia e negócios.

O candidato deve ter, no mínimo, 3 anos de experiência com atendimento a área de economia e gerenciamento de crise. Experiência também com clientes do ramo jurídico é um bom diferencial.

A Original 123 não estipulou uma data certa para o término das buscas, mas a vaga foi anunciada ainda esta semana e por isso os interessados devem se adiantar e enviar seus CVs para o email [email protected].

Conheça mais sobre a empresa em www.original123.com.





CONTINUE NAVEGANDO: