Você se sente preparado para uma entrevista de emprego quando é convocado? De acordo com Padmaja Ganeshan-Singh, consultora de carreiras, quem se sente mais preparado para uma entrevista tem a probabilidade de causar uma boa primeira impressão logo no primeiro dia do processo seletivo. Para se dar bem, o candidato precisa demonstrar alguns conhecimentos do ramo da empresa, além de ideias de como ele poderá atuar para melhorar os resultados.

Abaixo estão listadas 6 atitudes esperadas de você na entrevista:

1. Entender perfeitamente a descrição da vaga: você precisa ter todas as informações sobre a vaga para qual está concorrendo. É interessante que ao menos você tenha parte dos requisitos exigidos, para enfim, estar preparado verdadeiramente para as seguintes perguntas: Por que você gostaria de ser contratado? Você é capaz de se dedicar a esta vaga? Você concorda com as exigências?

2. Esteja sempre disponível: se a empresa te procurou é porque tem certeza que estará disponível não apenas para fazer a entrevista, mas também para conversar ao telefone nesse momento. Caso não esteja disponível naquele momento, peça encarecidamente que o recrutador te ligue em um horário que seja adequado para ambos.

3. Esteja ciente de seus objetivos: quais são seus objetivos para esta vaga? Qual a sua pretensão salarial? Você tem flexibilidade? Por qual motivo se candidatou a esta vaga? Quando você poderá começar? Essas e outras são as principais perguntas que um entrevistador deve fazer, e para respondê-las é preciso estar devidamente preparado, pois isso ajudará vocês dois a definirem metas e expectativas corretas, economizando tempo para os dois.

4. Dê exemplos: se você informar uma determinada experiência, com certeza será questionado sobre isso. Para que você não se perca em suas menções, tenha em mente alguns exemplos para mostrar ao recrutador para que ele saiba que você é o profissional certo.

5. Seja cordial e demonstre todo o seu interesse não só pela vaga, mas pelo trabalho também: se você tiver contatos importantes em sua rede profissional e tiver que mencionar, seja cordial nessa hora. O interesse no trabalho e nas atividades dele ajudam a fazer seu marketing pessoal na hora da entrevista, por isso, demonstre que tem intenção de fazer seu papel para trazer resultados para a empresa.

6. Seja uma pessoa curiosa: o entrevistador sempre esperará que você tenha alguma pergunta a fazer. Nesse caso, pergunte sobre as próximas etapas da seleção ou por quanto tempo será a contratação. Essas são algumas perguntas inteligentes e que podem ser feitas na hora.

Por Daniela Almeida da Silva


A era da internet trouxe diversos benefícios tanto para as empresas quanto para os que buscam uma vaga de trabalho. Atualmente, um recrutador pode saber muito sobre você, bem mais além do que pode imaginar. Se você é fã de postar na rede tudo o que você faz ou deixa de fazer, tome cuidado, isso poderá manchar o seu currículo.

Cada vez mais, as empresas procuram informações sobre os seus futuros empregados através dos sites de buscas. Hoje em dia, é só digitar o nome completo da pessoa no Google que aparecem todas as informações e dados referentes à ela (claro, as que estiverem divulgadas). Não se assuste, a intenção do recrutador não é somente ver algo negativo sobre você, mas também conhecer um pouco melhor o candidato. Então, se você estava pensando em “omitir” algumas informações ou mentir a respeito do seu currículo, pense duas vezes. O principal interesse do selecionador é verificar se as informações achadas na internet condizem com as informações presentes no documento pessoal.

Segundo as informações cedidas pelo site Glassdoor, há quatro coisas que os recrutadores procuram no Google sobre os candidatos, são elas: fotografias, a curiosidade e interesse do empregador gera que ele procure saber qual é o seu aspecto físico; o seu rastro virtual, isso inclui sites que você participa, redes sociais, sites de relacionamentos, entre outros; portfolio virtual, a intenção é saber se o seu trabalho pode ser encontrado na rede, uma forma de exemplo do que é capaz de fazer; por fim, o selecionador procura saber um pouco mais sobre o seu comportamento e caráter, como se relaciona com as pessoas e qual é a sua postura perante os mais variados assuntos.

Como pode perceber, não é só o currículo que será o seu cartão de apresentação numa empresa. Com a era virtual veio a facilidade para adquirir informações e constatar dados, sendo assim, fique de olho no que anda colocando nas redes sociais e sites diversos.

Por Melina Menezes


Atenção marinheiros de primeira viagem numa entrevista de emprego! Mesmo que tenha um milhão de dúvidas no momento da seleção, seja criterioso e pense antes de fazê-las. Algumas delas são verdadeiras armadilhas para quem está procurando um emprego.

Quando se fala sobre entrevistas, seja de emprego, de estágio ou trainee, na maior parte das vezes se indica como o solicitador da oportunidade deve se comportar, o que ele deve dizer e como precisa agir. Bem, neste texto serão ditas algumas coisas que os candidatos não podem, em nenhuma hipótese, perguntar ao seu entrevistador.

Não é legal que você solicite ao recrutador que ele fale sobre a empresa para a qual está selecionando. O porquê é simples, se você fizer essa pergunta demonstrará que não se ocupou em procurar informações acerca da empresa, isso já mostra desinteresse.

Outra pergunta que não pode fazer é aquela relativa ao período de férias. Querer saber na entrevista quando e quanto tempo terá de férias determina que você está desmotivado e não está nem ligando para o trabalho. Também está vetada qualquer solicitação de benefícios.

Questões sobre possibilidades de aumento não devem ser feitas. Se o recrutador falar alguma coisa, ouça, nada mais.

Não pergunte sobre a importância da assiduidade na organização, pega mal. Você nem começou e já está querendo faltar! Será quase impossível conseguir a vaga se começar logo de cara pedindo essa informação. Outra questão que não pode ser abordada é a que se refere no home office.

Se você fez direitinho a tarefa de casa, deverá saber quais são os concorrentes da empresa, assim como os seus pontos fortes e fracos (até mesmo por dedução), portanto, não vale perguntar nada a respeito desses pontos.

Algumas outras perguntas que devem ser evitadas são as referentes às festas da empresa, processo de avaliação dos profissionais da empresa, se as informações que você der na entrevista serão checadas.

Algo que você não pode fazer de forma alguma, não perguntar nada. Questionamentos fazem parte do processo seletivo, se você não fizer nenhuma o entrevistador poderá ficar com dúvidas quanto o seu interesse real na vaga.

Por Melina Menezes


A maneira como você coloca as informações em seu currículo pode ser importantíssima para você se destacar em um processo seletivo, pois é aí por onde o recrutador poderá te achar. Porém, mesmo assim, você pode se perder nesse caminho, já que a entrevista é a parte decisiva na maioria dos processos seletivos, por isso, tome cuidado. Mas, se você souber fazer muito bem seu currículo vai saber cativar o entrevistador.

Outro ponto importante é o seu desempenho na hora da entrevista, se ele for bom, você pode até não ter experiência ou especialização nenhuma, mas a sua forma de interagir com o entrevistador pode fazer grande diferença e te colocar um passo a frente no processo seletivo. Se você realmente quer cativar um recrutador, então coloque-se no lugar dele. Para isso, imagine qual perfil de candidato te chamaria mais atenção, quais atitudes você esperaria, entre outras coisas. Dessa forma, ficará mais fácil você ter a postura correta estando do outro lado da história. Fazendo isso, você consegue se sentir preparado para começar a entrevista? Então bola pra frente! Saiba que mesmo assim, qualquer exagero pode parecer estranho e fazer o recrutador duvidar de você, então, seja o mais natural possível.

Comece falando mais sobre você, de um jeito descontraído, mantenha sempre contato visual com o recrutador quando estiver falando, demonstre segurança o tempo todo. Uma coisa que você deve evitar é querer criar intimidade com o recrutador, pois ele pode te achar muito invasivo e suas chances podem ir por água abaixo.

Antes do mais nada, faça o básico. Vista-se de acordo com a área da vaga (informe-se antes por telefone, caso não tenha nada especificado, se a empresa possui alguma política para vestuário), saiba colocar suas qualidades sem parecer forçadas e arrogante demais. E, não esqueça que o seu "papo" deve ser o mais interessante para poder conquistar o recrutador. Vale a pena investir!

Por Daniela Almeida da Silva





CONTINUE NAVEGANDO: