Pagamento do PIS-Pasep começa em 2018 e segue até 2019 com valores que vão de R$ 80 a R$ 954, de acordo com o tempo de serviço do colaborador.

Uma boa notícia para os trabalhadores que ainda não usufruíram de seus direitos sobre o PIS-Pasep. Iniciou a partir do dia 26 do mês julho deste ano, numa quinta-feira, o processo de pagamento do devido abono salarial chamado PIS-Pasep dentro do período de calendário que abrange 2018 e 2019, cujo ano-base é 2017. Com relação ao caso do PIS, este tipo de pagamento se destina, sobretudo, aos trabalhadores pertencentes à iniciativa privada, cuja data de nascimento seja no mês de julho, e no caso do Pasep, o mesmo se destina, sobretudo, aos servidores públicos cujo final do cadastro da inscrição seja 0.

A quantia a ser paga em forma de abono salarial vai variar entre os valores de R$ 80 a R$ 954, em plena conformidade com o tempo em que o colaborador trabalhou formalmente no ano de 2017.

Deste modo, terão direito a esse abono as pessoas que receberam, na média geral, em torno de dois salários mínimos por mês, registrados na carteira de trabalho, com o histórico de que exerceu a atividade remunerada ao longo de, pelo menos, 30 dias no ano de 2017. É preciso, além disso, estar inscrito no próprio PIS-Pasep há, no mínimo, cinco anos e possuir os dados devidamente atualizados pela ação do empregador na Relação Anual das Informações Sociais, o Rais.

Outro tipo de abono a ser retomado, neste mesmo processo, cujo início se deu na mesma quinta-feira, dia 26 de julho, será o pagamento do dito abono salarial PIS-Pasep correspondente ao ano-base de 2016. Por meio do governo foi decidido que a prorrogação do período para todos os saques deste abono salarial, do PIS-Pasep referente ao ano-base de 2016, se dará até o dia 30 de dezembro.

Conforme o que está registrado no calendário, as pessoas nascidas entre os meses de julho e dezembro terão direito a receber o benefício em questão ainda neste mesmo ano de 2018. Com relação às pessoas nascidas entre os meses de janeiro e junho, as mesmas terão direto de receber o dito benefício a partir do primeiro trimestre do ano de 2019. Em ambas as condições, este serviço estará à disposição dos trabalhadores por um prazo que se estenderá até o dia 28 de junho de 2019, ou seja, o prazo definitivo para se receber este lucro.

Todos os colaboradores pertencentes à iniciativa privada poderão retirar o valor em dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal, e todos os servidores públicos poderão realizar o saque nas agências do Banco do Brasil. É dever de todo trabalhador, neste caso como em outros, apresentar o documento de identificação e, sobretudo, o número do PIS-Pasep.

Existe uma expectativa de que o número de pessoas beneficiadas e de valores a serem pagos nesse processo seja de R$ 18,1 bilhões para 23,5 milhões de colaboradores. Informação importante: os valores a serem pagos em dinheiro dependerão da quantidade de meses trabalhados.

Desta maneira, é necessário levar em conta que os valores que constituem o abono estão perfeitamente atrelados aos dias dos meses em que os colaboradores efetivamente trabalharam, relativos ao exercício anterior. Por conseguinte, as pessoas que trabalharam por um mês no ano-base de 2017, por exemplo, receberão um valor correspondente a 1/12 decorrente do salário mínimo. As pessoas que trabalharam por dois meses terão direito de receber até 2/12, seguindo nesse método todos os demais casos. As pessoas que trabalharam durante todo o ano de 2017 receberão o valor integral.

O esquema para o saque do PIS é o seguinte:

Todos os trabalhadores necessitam ter posse do Cartão Cidadão e da senha cadastrada, podendo, deste modo dirigir-se a qualquer um dos terminais de autoatendimento nas agências da Caixa ou mesmo em casas lotéricas. Em caso de a pessoa não possuir o Cartão Cidadão, é só chegar em qualquer das agências da Caixa e apresentar o documento de identificação.

Outros meios de se obter informações sobre o PIS são as seguintes:

Por meio do telefone 0800-726-02-07 da Caixa; por meio do site www.caixa.gov.br/PIS. Clicar sobre o link – Consultar Pagamento, tendo em mãos o número do NIS – PIS/Pasep.

Informações sobre o Pasep:

O Banco do Brasil disponibiliza o telefone 0800-729-00-01 para tirar dúvidas ou há a possibilidade de se dirigir a qualquer agência do banco.

Calendário do Pagamento do PIS:

· Nascidos em:

– Julho: entre os dias 26 de julho de 2018 e 28 de junho de 2019;

– Agosto: de 16 de agosto de 2018 a 28 de junho de 2019;

– Setembro: entre 13 de setembro de 2018 e 28 de junho de 2019;

– Outubro: entre 18 de outubro de 2018 e 28 de junho de 2019;

– Novembro: de 20 de novembro de 2018 a 28 de junho de 2019;

– Dezembro: de 13 de dezembro de 2018 a 28 de junho de 2019;

– Janeiro: entre os dias 17 de janeiro de 2019 e 28 de junho de 2019;

– Fevereiro: entre 17 de janeiro de 2019 e 28 de junho de 2019;

– Março: entre 21 de fevereiro de 2019 e 28 de junho de 2019;

– Abril: entre 21 de fevereiro de 2019 e 28 de junho de 2019;

– Maio: de 14 de março de 2019 a 28 de junho de 2019;

– Junho: entre 14 de março de 2019 e 28 de julho de 2019.

Calendário do Pagamento do Pasep:

– Final de inscrição 0: de 26 de julho de 2018 a 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 1: de 16 de agosto de 2018 a 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 2: entre 13 de setembro de 2018 e 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 3: entre 18 de outubro de 2018 e 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 4: de 20 de novembro de 2018 a 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 5: de 17 de janeiro de 2019 a 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 6: de 21 de fevereiro de 2019 a 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 7: entre 21 de fevereiro de 2019 e 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 8: entre 14 de março de 2019 e 28 de junho de 2019;

– Final de inscrição 9: de 14 de março de 2019 a 28 de junho de 2019.

Dinheiro Pis-Pasep


Veja aqui mais detalhes sobre o saque do dinheiro do PIS-PASEP 2018.

Os trabalhadores brasileiros têm uma série de benefícios concedidos graças às leis trabalhistas criadas nos últimos anos. Dois desses benefícios são o PIS (Programa de Integração Social) e o PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), que são pagamentos realizados aos servidores do Brasil por meio da Caixa Federal (PIS) e do Banco do Brasil (PASEP). Como esses dois benefícios são pagos mensalmente, os beneficiados da vez são as pessoas que nasceram no mês de março ou de abril. Saiba agora todas as informações.

Informações sobre o PIS (Programa de Integração Social)

Como mencionado à edição deste benefício só vai ser concedido às pessoas nascidas em março ou abril. Vão ter direito a receber este dinheiro, os indivíduos que trabalharam pelo menos um mês no ano de 2016. Pois, este é o período levado em consideração para se fazer o cálculo do benefício. Além disso, deste primeiro pré-requisito para receber este pagamento, só vai ter direito os trabalhadores que receberam até dois salários mínimos em 2016. Por fim, ainda é necessário que o trabalhador possua a inscrição neste programa há pelo menos cinco anos.

O pagamento do PIS foi iniciado no dia 22 de fevereiro e as pessoas que tem direito podem sacar o dinheiro até a data de 29 de junho. É de extrema importância que o trabalhador respeite este prazo. Pois, do contrário, este dinheiro não vai poder ser salvo e ele vai ser destinado ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).

O valor do PIS varia de acordo com os meses que o indivíduo trabalhou em 2016. Dessa forma, podem ser pagas quantias desde menos de R$100,00 reais até R$ 954,00 reais. Para consultar exatamente o valor que você vai receber, acesse este endereço: http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/pis/Paginas/default.aspx#. Leia o quadro em que está escrito “Qual o valor do Abono Salarial”.

O que é necessário para sacar o dinheiro do PIS

Os cidadãos que têm direito a este benefício podem sacar este dinheiro de diferentes formas:

01ª maneira: se o trabalhador tiver conta na Caixa, o dinheiro vai ser depositado diretamente na conta.

02º maneira: se o indivíduo tiver o Cartão Cidadão, ele pode sacar o valor em caixas eletrônicos que pertencem a Caixa ou em Casas Lotéricas.

03ª maneira: para quem não estiver enquadrado nestas duas situações, precisa comparecer até uma unidade da Caixa Econômica Federal munido dos seguintes documentos: algum de identificação; o número do PIS/ PASEP; Carteira de Trabalho e número da Previdência Social.

Para outras informações em relação ao Programa de Integração Social, o PIS, acesse o site que foi disponibilizado acima. Ou então ligue para o seguinte número: 0800 726 0207.

Informações sobre o PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público)

Já o PASEP só pode ser sacado por trabalhadores que sejam servidores públicos aprovados por meio de concursos públicos. O Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público é pago pelo Banco do Brasil. Confira agora as datas de pagamentos para o PASEP de acordo com o final da inscrição de cada servidor no programa:

Número corresponde ao final da inscrição: Data para o início do pagamento:

  • 0: 27 de julho de 2017
  • 1: 17 de agosto de 2017
  • 2: 14 de setembro de 2017
  • 3: 19 de outubro de 2017
  • 4: 17 de novembro de 2017
  • 5: 18 de janeiro de 2018
  • 6 e 7: 22 de fevereiro de 2018
  • 8 e 9: 15 de março de 2018.

O prazo para sacar o benefício é até a data de 29 de junho de 2018. Lembrando que o servidor precisa ter conta no Banco do Brasil e este dinheiro é depositado na conta de cada trabalhador que tem direito ao PASEP. Para outras informações acesse: http://www.bb.com.br/pbb/pagina-inicial/setor-publico/governo-federal/gestao/gestao-de-recursos/pagamento-de-ordens-bancarias,-salarios-e-beneficios/pasep#/.

Isabela Castro.


Governo deverá liberar valores a partir de novembro de 2017.

Se você é idoso e aguarda pela publicação do calendário do PIS/Pasep, fique atento, pois o documento com as datas para realização dos saques do benefício será publicado no dia 19 do mês de outubro. Vale lembrar que esse calendário refere-se ao pagamento do benefício do PIS/Pasep para aposentados que atendam aos requisitos impostos pela Medida Provisória criada pelo governo de Michel Temer.

Os aposentados, a partir da data de 17 do mês de novembro, já poderão realizar o saque de seus benefícios, é claro, seguindo o calendário.

Assim, as mulheres com idade igual ou superior a 62 anos e os homens com idade igual ou superior a 65 anos poderão sacar seus benefícios a partir do dia 14 do mês de dezembro.

O cronograma com as datas para saque foi oficialmente divulgado pelo governo Temer, na última quinta-feira, dia 28 do mês de setembro, quando aconteceu uma reunião entre os integrantes da equipe econômica e o presidente da República, onde se decidiu pela publicação do documento.

Para quem ainda não sabia da novidade, a idade para saque do PIS/Pasep no caso de aposentados cotistas foi reduzida por meio de uma Medida Provisória anunciada pelo governo no último mês de agosto. Com a medida idade para saque passa de 70 anos para o mínimo de 62 para mulheres e 65 para homens.

Essa Medida Provisória foi criada como uma forma de auxiliar financeiramente os aposentados que teriam que esperar mais para terem acesso a esses saldos e injetar no país um considerável valor que contribuirá para o desenvolvimento da economia, principalmente neste momento de crise econômica.

De acordo com informações do governo, com a liberação do benefício serão injetados na economia brasileira o total de R$15,9 bilhões, distribuídos entre cerca de 8 milhões de trabalhadores aposentados.

Os cotistas, com base em uma média, devem receber o valor de no máximo R$1,2 mil. Contudo, a maioria possui como saldo de PIS/Pasep valores próximos a R$750.

Em uma declaração Dyogo Oliveira, atual ministro do Planejamento, disse que o fato de antecipar a liberação desses recursos vai gerar uma contribuição muito importante para voltar a aquecer a economia e promover o crescimento do Brasil.

Todos os recursos referentes ao PIS/Pasep de aposentados serão liberados ainda neste ano de 2017 e por isso devem movimentar bastante a economia neste período de final de ano, auxiliando as famílias a pagarem suas dívidas, a fazer novas aquisições, dinamizando o comércio, movimentando enfim todos os setores de produção industrial.

Quem já possui conta bancária na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil terá seu crédito depositado de forma automática. Assim, quem quiser fazer a transferência do dinheiro para outras agências, pode fazer sem custos extras.

Se você ainda tem dúvidas se tem ou não direito ao saque do PIS/Pasep para aposentados, saiba que possui esse direito o trabalhador do setor privado ou público que tenha realizado contribuições para o programa PIS/Pasep até a data de 04 do mês de outubro do ano de 1988 e que ainda não tenha realizado resgate total desse saldo de fundo.

Até o momento, a realização do saque desse saldo era permitida em algumas circunstâncias, como idade completa de 70 anos, aposentadoria, invalidez, câncer do titular ou de dependentes, reforma militar, portadores de HIV, transferência de reserva remunerada, doenças graves, amparo assistencial a pessoas com deficiência da Previdência, amparo social ao idoso, que seja concedido pela Previdência e morte.

Enfim, se você já verificou que possui o direito de sacar o saldo que pertence ao programa PIS/Pasep, aguarde a publicação do calendário e veja a data determinada para a realização do saque.

Não deixe para última hora, faça o saque, é seu direito.

Sirlene Montes


Saiba aqui mais informações sobre o PIS Pasep para Idosos 2017/2018.

Foi confirmado nesta quarta-feira, dia 23 de agosto, pelo Governo Federal, que os idosos poderão sacar seus saldos referentes ao PIS/Pasep. Segundo o Governo, 7,8 milhões de pessoas consideradas idosas devem sacar o total de R$ 15,9 bilhões.

A novidade foi oficialmente confirmada por Dyogo Oliveira, Ministro do Planejamento, durante uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto. Foi durante a cerimônia que o Presidente Temer assinou essa medida provisória. De acordo com suas palavras, essa medida é mais uma tentativa do governo em injetar mais valores na economia do país, considerando que os brasileiros têm sentindo bastante a crise.

De acordo com a legislação vigente no país, esse benefício em caso dos idosos só era concedido em casos de aposentadoria, com idade maior que 70 anos, ou com comprovação de invalidez, deficiência, doença grave como HIV, câncer ou morte (neste caso o saldo seria liberado para dependentes).

O benefício será concedido a mulheres com idade superior a 62 anos e homens com idade maior que 65 anos. Um calendário está sendo criado para organizar os saques, mas as primeiras informações são de que eles terão início a partir do mês de outubro.

– Quem pode realizar o saque?

Têm direito de sacar o benefício do PIS/Pasep cotistas ou participantes do Fundo PIS/Pasep que tenham contribuído para o programa até a data limite de 04 do mês de outubro do ano de 1988 e que ainda não tenham resgatado seus saldos referentes ao Fundo.

Nesse sentido, quem contribuiu a partir desta data não possui nenhum saldo neste fundo para ser resgatado.

– Como saber se possuo ou não direito a realizar o saque?

Se você não se lembra se contribuiu até a data informada, pode verificar se possui o direito comparecendo a uma agência da Caixa Econômica Federal (responsável pelo PIS). Os trabalhadores do setor público para realizarem esta verificação terão de comparecer a qualquer agência do Banco do Brasil, que é responsável pelas operações do Pasep.

– Eu tenho direito, o que devo fazer para receber meu saldo?

Bem, como a MP foi assinada nesta quarta, nos próximos dias ela será enviada ao Congresso e a partir de então será realizado um cronograma que prevê a liberação dos saques.

Contudo, a princípio as primeiras informações são de que os saldos sejam disponibilizados através de folha de pagamento ou por meio de depósito automático nas contas dos beneficiados, seja poupança ou corrente.

De qualquer forma, quando tudo estiver pronto o governo lançará uma campanha para divulgar a medida, considerando que a maioria das pessoas que contribuíram até a data informada acabaram se esquecendo ou até mesmo já são falecidas. Sendo que no caso de morte do contribuinte, os recursos passam a seus herdeiros.

Assim, é provável que no mês de Setembro a campanha do governo federal tenha início, dando o tempo de um mês, para que as pessoas tirem suas dúvidas em relação a essa medida.

O presidente Michel Temer durante seu pronunciamento na cerimônia falou que a estipulação da idade em que homens e mulheres poderão sacar seus recursos do PIS/Pasep foi baseada na proposta da Reforma da Presidência, anunciada neste ano e que se tornou uma polêmica muito grande no país, pois de acordo com esse novo modelo, a idade mínima para o brasileiro se aposentar seria de 65 anos, enquanto que a idade mínima para a brasileira se aposentar seria de 62 anos.

Embora o presidente tenha tocado no polêmico assunto da Reforma da Previdência, em um ponto ele tem razão, no de que esses recursos serão muito bem utilizados pelos brasileiros, principalmente em tempos de instabilidade em todo o país, em decorrência de uma crise principalmente política.

Sirlene Montes


Saiba aqui quem tem direito e como sacar o dinheiro do Abono Salarial 2017.

O Abono Salarial é o pagamento anual referente ao um salário mínimo para trabalhadores de entidades privadas e de órgão públicos que contribuem com o Programa de Integração Social – PIS, também aqueles que contribuem com o PASEP (Programa do Servidor Público). Tem direito ao PIS, todo o trabalhador que estiver cadastrado no mínimo cinco anos no sistema e que tenha trabalhado com carteira assinada no último ano, sendo isso no período de 30 dias e que receberam o equivalente a dois salários mínimos por mês.

Se o trabalhador estiver de acordo com as normas estabelecidas para receber o benefício, receberá o direito em data determinada pela Caixa Econômica Federal. Para retirar o dinheiro, tem a opção de comparecer conforme data estabelecida em qualquer agência da Caixa Econômica Federal. Os documentos necessários são o número do PIS/PASEP e documentos de identificação (podendo ser carteira de trabalho, CNH ou a carteira de identidade). É importante que o trabalhador verifique se a empresa que trabalha ou trabalhou, possuem convênio com a Caixa Econômica Federal, se for positivo, o abono pode ser pago na folha de pagamento do empregado.

Os pagamentos do abono salarial acontecerão a partir de 22/07/2017 e se estenderá até Março de 2018. As datas são estabelecidas conforme as datas de nascimento do trabalhador, sendo assim, aqueles que fazem aniversário nos primeiros meses do ano, estarão aptos a receber no primeiro lote e assim sucessivamente.

Para realizar o saque é necessário ter o Cartão Cidadão, todo o cidadão tem direito ao cartão, basta estar cadastrado no PIS/PASEP ou possuir o Número de Inscrição Social – NIS ou Número de Inscrição do Trabalhador – NIT. Para ter acesso ao seu Cartão Cidadão o trabalhador deve comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal portando seus documentos pessoais como, carteira de identidade, Carteira de Habilitação ou Certidão Civil, Número do NIS, NIT ou PIS/PASEP e um comprovante de residência, caso a agência da Caixa Econômica Federal seja de difícil acesso poderá solicitar pelo número 0800-726-0207.

Assim que disponível, para consultar a data de pagamento do Abono Salarial 2018 é necessário cadastrar no Portal do Cidadão uma senha, sendo ela diferente da senha cadastrada no cartão usado na agência bancária.

Gisele Alves de Brito


Saiba aqui como descobrir o número do seu PIS.

O número do PIS é mais um de nossos documentos que são extremamente importantes para diversas atividades. Mas nem todos sabem ao certo como verificar qual é esse número. Aprenda aqui como descobrir seu número do PIS/Pasep.

– Carteira de trabalho

Talvez o meio mais conhecido de verificar o número. É importante saber que é comum que ele esteja na carteira de trabalho. Nas mais antigas, o número pode estar nas últimas páginas da carteira e escrito a mão. Do contrário, poderá ser encontrado na página que possui a foto, impressão digital e assinatura do trabalhador.

– Empresa

Caso a pessoa esteja empregada com carteira assinada, basta ligar no RH da empresa e perguntar o número do seu PIS.

– Cartão Cidadão

Se você possui o cartão Cidadão, utilizado para ter acesso a alguns benefícios sociais, é possível verificar o número na parte frontal do cartão.

– Previdência

Caso você possua um computador com acesso à internet, é possível acessar o site da previdência e conferir o seu número NIT, que equivale ao PIS/Pasep. É utilizado com maior frequência por contribuintes individuais ou trabalhadores domésticos.

– 135

Também é possível perguntar o número pelo telefone. Ligue no 135, que se trata da Central de Atendimento da Previdência Social, informe seus dados (data de nascimento, nome, CPF e nome da mãe) e descubra seu número. É importante ressaltar que a ligação é grátis quando feita para um telefone fixo ou público. A Central atende das 7h às 22h, de segunda a sábado.

O número do PIS é muito importante, não só para quem gostaria de verificar se possui saldo inativo do FGTS, mas pelo fato de que ele também identifica o funcionário dentro da empresa, podendo evitar confusões e prejuízos, tanto para o trabalhador quanto para o empregador.

Além disso, também tem grande importância para situações em que se necessita fazer o pedido de direitos trabalhistas, como seguro desemprego, abono, etc.

Não deixe de conferir seu número para que sempre tenha em mãos informações importantes para sua vida profissional e financeira. Caso não o tenha em sua carteira de trabalho ou no Cartão Cidadão e precise recorrer a outros métodos para obtê-lo, anote-o em um local seguro a fim de guardar esta informação de forma mais apropriada e prática.

Isabela Palazzo


Confira aqui 5 formas de descobrir o número do seu PIS.

O dinheiro de contas inativas do FGTS, que é o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, tem deixando a população bastante ansiosa. A partir do próximo mês, a remuneração deve cair na conta de milhões de brasileiros. O problema é que muitas pessoas ainda não sabem identificar o seu número do PIS/Pasep. Por essa razão, vamos disponibilizar 5 formas de descobrir o número do PIS.

1. Cartão Cidadão

Apropriado para sacar vários benefícios sociais, o Cartão Cidadão apresenta o número PIS/Pasep de cara, encontrado na frente do cartão. Vale lembrar que o mesmo é utilizado pra sacar o abono salarial e o seguro-desemprego.

2. Carteira de Trabalho

Com a ausência do documento acima, o número do PIS/Pasep está presente na Carteira de Trabalho. Contudo, com a mudança, a numeração ganhou outra localidade. Nos modelos mais novos, o número pode ser encontrado no alto da página 3, mesmo endereço onde se encontra a foto, a assinatura e a impressão digital do profissional. Quem possui os modelos mais antigos, o PIS pode ser localizado na parte de "Anotações Gerais", encontrado nas últimas páginas do documento.

3. Telefone 135

Pode ser que você não esteja com esses documentos em alguma ocasião, por isso, o telefone da Central de Atendimento da Previdência Social é uma ótima opção. Para identificar a numeração do PIS é necessário ligar nos horários corretos, de segunda-feira a sábado, das 7h às 22h. Vale lembrar que a ligação, dependendo do telefone, é gratuita. Ligações de celular têm o custo de uma chamada local e para chamadas de telefone fixo ou público é gratuita.

4. RH da Empresa

Outra forma de conseguir o número do PIS com facilidade é entrar em contato com a equipe do RH da empresa que atuou. Ligue para a pessoa ou área responsável e informe que deseja saber dessa informação com suma urgência.

5. Site da Previdência

Para poupar tempo, o site da Previdência também é uma excelente opção. O trabalhador pode acessar o site da Previdência Social, que é https://www5.dataprev.gov.br/cnisinternet/faces/pages/index.xhtml, e procurar pela área ''inscrição'' e logo abaixo clicar em "filiado".

Após isso, basta acrescentar os dados que se pede. Por fim, acrescente o código e clique em ''continuar". Feito isso, uma mensagem irá surgir, afirmando que já consta esse cadastro no site da Previdência Social. Observe que no final da mensagem, o número NIT irá aparecer. Agora é só anotar e realizar a consultar das contas inativas do FGTS.

Fábio Santos


Saiba aqui como consultar o saldo, retirar o extrato e sacar o benefício na Caixa.

É um beneficio que é concedido a alguns trabalhadores que são de iniciativa privada. O Programa de Integração Social (PIS) tem o intuito do fortalecimento de renda no Brasil e desta forma colabora para a participação e desenvolvimento das empresas deste setor.

Algumas mudanças foram feitas desde a criação da Lei Complementar 7/1970 e todos os anos as pessoas sofrem com elas, pois não entendem as novas regras que são impostas a cada alteração.

Quem tem direito? Quem pode sacar? Estas e muitas outras perguntas são feitas sempre em épocas em que o benefício é liberado pelo Governo Federal.

Continue lendo este artigo e entenda alguns detalhes sobre este Programa de Integração Social. Conhece alguém que tem a mesma dúvida? Compartilhe nas redes sociais.

Entenda um pouco sobre o PIS

Desde 04 de outubro de 1988 as empresas que contrataram trabalhadores contribuíram com o Fundo de Participação PIS/PASEP, onde este fundo distribuía na forma de quotas alguns valores para os empregados proporcionais ao quanto recebiam de salário e o tempo de serviço.

Abono Salarial

A lei nº 7.998 de 1990 instituiu o Abono Salarial, que é o equivalente a um salário mínimo, que deve ser pago de acordo com o calendário anual que é definido pelo CODEFAT, somente aos trabalhadores que se enquadrem nos requisitos previstos na lei.

Quem pode pegar o Abono?

Apenas alguns trabalhadores se enquadram na lista dos beneficiários do PIS. Vejamos quem tem este direito.

O trabalhador que tem direito a receber o abono é aquele que está cadastrado no PIS a pelo menos 5 anos. E durante o ano-base ter recebido mensalmente uma média salarial de até 2(dois) salários mínimos.

Além disso, é preciso que tenha prestado serviço de forma remunerada para Pessoa Jurídica, em um período de pelo menos 30 dias contínuos ou não. Isto deverá ter sido feito no ano-base que é considerado de apuração.

Os seus dados devem ter sido informado pela Pessoa Jurídica (empregador) sem erros na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), sem estas informações não é possível se enquadrar para retirar o Abono Salarial fornecido pelo Fundo.

Como é possível sacar?

A Caixa Econômica Federal é a instituição financeira responsável pelo pagamento deste benefício, ou seja, ela administra toda forma de saque do PIS.

O saque pode ser feito nas Agências da Caixa, representantes Caixa Aqui e lotéricas conveniadas junto à CEF. Verifique em alguma agência da CEF mais próxima a sua residência ou conveniados.

Calendário 2017

Para ficar por dentro e atualizado de quando pode sacar o benefício, é fornecido um meio de comunicação, o Calendário Anual 2017, ou seja, este calendário do PIS é uma forma de saber em que data é feito o pagamento.

Para saber, estas datas são organizadas pelo NIS, número de inscrição social, com este número as agências efetuam os pagamentos em datas diferentes. Desta forma é possível evitar o tumulto pela grande quantidade de beneficiários querendo sacar seu benefício.

No site oficial da CEF é possível consultar o calendário de pagamentos (confira em http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/pis/Paginas/default.aspx) e também verificar mais informações sobre o PIS.

Marcio Ferraz


Prazo para Saque do Abono Salarial 2014 termina neste mês de dezembro de 2016.

O PIS/PASEP é um importante programa criado pelo Governo Federal, que propicia aos trabalhadores brasileiros o recebimento anula de um salário mínimo.

Possuem direito a esse abono trabalhadores inscritos no programa PIS/PASEP e que no ano base tenham exercido atividades trabalhistas pelo período mínimo de 30 dias, de acordo com o que prevê a CLT.

Existe disponível para os trabalhadores o Calendário do PIS, em que os trabalhadores podem consultar a data em que podem realizar o saque. Porém, o que se nota é que muitos beneficiados (não se sabe por qual motivo) não realizam o saque na data em que está liberado.

Dessa forma, segundo a contabilidade da Caixa Econômica Federal, mais de 920.000 trabalhadores ainda não retiraram o benefício o qual possuem direito. E o prazo para saque está terminando.

Dia 29 de dezembro, próxima quinta-feira, é a data final para o saque do abono nas agências bancárias, casas lotéricas e agências da Caixa. Porém, até o dia 30 ainda poderão ser realizados saques nos caixas eletrônicos da Caixa, em postos de autoatendimento e casas lotéricas, mas se ocorrer algum impedimento do saque, o problema não poderá ser solucionado, pois as agências da Caixa não estarão em atividade no dia 30. Dessa forma, o trabalhador perderá o seu abono.

Então, se você possui direito ao Abono-Salarial do PIS/PASEP referente a 2014 ou 2015, não deixe de sacá-lo. Após a data final, o dinheiro não será mais disponibilizado para os beneficiados.

Para fazer o saque o beneficiado deve procurar uma agência da Caixa, casa lotérica ou caixas eletrônicos da Caixa. Com o Cartão Cidadão e senha cadastrada anteriormente, será possível realizar o saque, que é no valor de R$ 880,00 ( Um salário mínimo brasileiro).

Para se certificar sobre o direito de receber o abono, acesse o portal do Ministério do Trabalho, através do link http://abonosalarial.mte.gov.br/.

Dessa forma, preencha os campos com o CPF ou com o número de inscrição do PIS/PASEP e a data de nascimento.

Se você for um beneficiário do Abono Salarial, não deixe de receber o seu benefício, pois ele é um direito previsto por lei.

O prazo final é até o dia 29 de dezembro.

Sirlene Montes


Governo decide prorrogar prazo para trabalhadores sacarem seus rendimentos do PIS/Pasep (ano base 2014).

Correção: os bancos estarão abertos somente até esta quinta-feira (29 de dezembro). No dia 30, o saque pode ser feito somente em terminais da Caixa ou em casas lotéricas que estiverem abertas.

A data de encerramento para receber o abono salarial já foi prorrogado uma vez, mas como ainda tem muitos trabalhadores que não procuraram seus direitos, o governo federal decidiu ampliar a data até 30 de dezembro de 2016.

A primeira prorrogação que o governo concedeu terminou em 30 de junho e a segunda venceu nesta quarta-feira (31-08-2016). De acordo com o Ministério do Trabalho, quase um milhão de trabalhadores têm direito ao benefício de um salário mínimo, mas ainda não sacaram.

Em nota o Ministro Ronaldo Nogueira informa que as campanhas junto a mídia e entidades laborais e patronais foram constantes, mas até o momento somente 200 mil trabalhadores sacaram o abono salarial. Ele diz estar otimista que com essa prorrogação para o final do ano, consiga alcançar quase todos que ainda não foram buscar seus rendimentos.

Se até a nova data de prorrogação os benefícios do Pis/Pasep não forem retirados, serão encaminhados de volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e ficarão indisponíveis para saques em bancos.

É possível saber se tem direito ao saque do abono através de uma lista que o governo disponibilizou no Ministério do Trabalho ou consultar a página do mesmo.

Quem tem direito ao abono salarial de 2015?

  • Quem estiver cadastrado no Pis/Pasep, no mínimo há 5 anos
  • Recebeu uma remuneração mensal média de dois salários mínimos no ano de 2014
  • Ter trabalhado de carteira assinada em 2014, pelo menos 30 dias
  • Ter seus dados atualizados na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais)

Como Sacar o Pis/Pasep

Antes de tentar fazer o saque do abono, o trabalhador deve verificar se o benefício não caiu direto na conta. Vale lembrar que se você tem conta corrente ou conta poupança na Caixa Econômica, o valor vai ser creditado direto em conta.

Outra opção é procurar uma Casa Lotérica ou terminais de autoatendimento, munido do Cartão Cidadão e senha devidamente cadastradas. Caso não tenha o Cartão Cidadão, é possível receber o valor numa agência da Caixa apresentando identidade.

Já os que vão sacar o Pasep (Banco do Brasil), devem se encaminhar a uma agência do Branco do Brasil e sacar seu abono.

Por Ruth Galvão


Veja aqui como consultar o saldo e extrato do PIS.

O PIS é um benefício é pago ao trabalhador brasileiro com carteira assinada (exceto pelo governo) e que receba até dois salários mínimos mensais.

Grande parte dos trabalhadores tem direito, mas poucos sabem, muitos têm dúvidas quanto a valor, data de recebimento e se realmente tem o direito.

Para saber como consultar essas informações é bem simples, existem formas distintas, todas ligadas ao banco Caixa.

Agências Bancária

Na agência bancária da Caixa Econômica Federal é possível verificar se há valores do PIS a receber. A consulta pode ser realizada no terminal de autoatendimento, nos caixas eletrônicos ou atendimento pessoal dentro da agência.

Nos caixas eletrônicos é preciso ter em mãos o Cartão Cidadão e a senha. Para consultar nos caixas de atendimento pessoal é preciso:

  • Documento de identidade com foto;
  • CPF;
  • Cartão cidadão ou número do PIS.

Se não possui o Cartão Cidadão pode solicitá-lo nas agências da Caixa Econômica Federal, sem nenhum custo.

Consulta Online

A maneira mais cômoda é consultar seu PIS online, no site da Caixa Econômica Federal.

É preciso ter o número do PIS e a senha de acesso, que pode ser solicitada no atendimento da agência Caixa mais próxima. Acessando o portal do cidadão, você terá acesso ao extrato do Abono Salarial, PIS e outros benefícios da Caixa, além de poder personalizar suas informações, como exemplo receber atualização de saldo via SMS.

Caso nunca tenha acessado o serviço de consulta de saldo e extrato do PIS pelo Portal do Cidadão, poderá cadastrar uma senha clicando no botão “Cadastrar senha”.

Essa senha não pode ser igual a que você usa no banco, caso tenha conta na Caixa.

No Portal do Cidadão você terá acesso ao extrato do PIS e informações como:

  • Data do pagamento do benefício;
  • Data limite para saque do benefício;
  • Saldo do PIS disponível para saque;
  • Extrato de FGTS;
  • Extrato Bolsa Família (se tiver cadastro);
  • Data de recebimento do Seguro Desemprego; etc.

Lotéricas Conveniadas

Nas lotéricas conveniadas com a Caixa Econômica Federal você poderá ralizar consulta de saldo e saque do PIS. Basta levar o Cartão Cidadão e a senha de acesso.

O valor do PIS

O pagamento do PIS é sempre o valor do salário mínimo vigente no mês da liberação. Em 2016, o valor foi de R$ 880,00.

Algumas regras mudaram, a partir dos próximos pagamentos o valor será de acordo com os meses trabalhados. Por exemplo, um trabalhador que exerceu atividade remunerada durante três meses, receberá 1/3 do valor total.

Carol de Castro


Valores serão pagos entre dezembro de 2016 e o primeiro trimestre de 2017.

Sobre o benefício do PIS/Pasep, ainda é possível sacar a importância. Mais de 1,2 milhão de colaboradores privados perderam o prazo para retirar o Abono Salarial. Esses trabalhadores têm uma nova oportunidade, do dia 28 de julho até dia 21 de agosto de 2016.

Após essa data, as quantias que não forem sacadas voltarão ao FAT e servirão para custear projetos de qualificação profissional, além de servir para pagamentos do benefício do próximo ano e programas de seguro-desemprego. Segundo o MTPS (Ministério do Trabalho e Previdência Social), o total do montante disponível está em torno de R$ 1,08 bilhão.

Rendimentos

O início do fundo do PIS/Pasep se deu em 1988. O trabalhador que, após essa data não sacou seu Abono Salarial, tem direito aos rendimentos. Esses rendimentos variam de acordo com a quantia existente na conta PIS do beneficiado e são adicionados ao Saldo de Quotas do PIS. O valor pode ser retirado conforme o calendário atual.

Mudanças

Até a edição passada, o valor do PIS era de um salário mínimo equivalente ao ano atual. Em 2016 aconteceram mudanças no valor do benefício, com base no número de meses que o trabalhador exerceu sua atividade durante o ano-base (2015).

Aquele que trabalhou um mês nesse período terá direito a 1/12 do valor do salário mínimo. Quem trabalhou três meses vai receber 3/12, seguindo esse padrão de acordo com os meses trabalhados. Somente quem esteve em atividade durante os 12 meses de 2015 terá direito a um salário mínimo completo. Além disso, apenas quem trabalhou durante a quantidade mínima de 30 dias com carteira assinada e recebeu até 2 salários mínimos poderá sacar a quantia estipulada.

O pagamento do PIS 2016/2017 será disponibilizado no dia 28 de julho. É estimado que mais de 22 milhões de trabalhadores sejam beneficiados esse ano.

Quem nasceu entre julho e dezembro recebe o valor ainda neste ano de 2016. Já os que nasceram entre janeiro e junho só poderão retirar seu Abono Salarial em 2017, no primeiro trimestre do ano. Em todos os casos, o auxílio ficará disponível até a data limite de 30 de junho de 2017.

Por Fábio Santos


Descubra aqui o que acontece com o trabalhador que não sacar o PIS/PASEP.

O resgate do PIS/PASEP é um direito de todo trabalhador. Para receber esse abono, o trabalhador deve ficar muito atento aos prazos e ao calendário de pagamento do benefício pela Caixa Econômica Federal.

Apesar de ter um calendário pré-definido todos os anos, normalmente há prazos estendidos para o saque. Em alguns anos, até mesmo o resgate do valor referente o ano anterior é possível.

Para ter direito ao benefício, o trabalhador deve ter tido sua carteira assinada e recebido até 2 salários mínimos durante o ano base de recebimento. O período deve ser de mais de trinta dias para que o trabalhador receba proporcionalmente ao tempo trabalhado. Por exemplo, se um trabalhador teve sua carteira assinada por um período de dois meses em 2014, no ano seguinte receberá 2/12 do salário mínimo, na forma desse benefício.

Este ano o calendário teve início em julho e continua tendo datas para o pagamento dos benefícios até o final do ano.

É muito importante ficar atento aos prazos e datas, já que os calendários não seguem as mesmas datas todos os anos.

Caso o trabalhador não faça o saque do abono a que tem direito durante o período determinado, pode perder definitivamente o direito. Todo o valor que não é repassado aos cadastrados é destinado ao FAT- Fundo de Apoio ao Trabalhador. Esse fundo foi criado para custear os projetos governamentais de seguro desemprego, abonos salariais, entre outros que façam parte dos programas de desenvolvimento econômico.

Depois que o dinheiro vai para lá é impossível de resgatar.

Mas fique atento, pois essa não é sua última chance. Neste ano, por exemplo, o Calendário conta com um período específico para realizar os pagamentos aos que não conseguiram ou não sabiam que tinham direito ao benefício no ano passado.

Os valores variam por período trabalhado. Por 1 mês de trabalho, com base no salário mínimo de R$ 880,00, o trabalhador tem direito a um abono de 74,00 reais; 2 meses, 147,00 reais e assim por diante.

Os pagamentos serão realizados até março de 2017.

Já os atrasados, do ano base de 2015, poderão receber até o próximo dia 31 de agosto.

ANA CAROLINA HADDAD


Governo decide prorrogar o prazo para o saque do abono salarial PIS/Pasep referente ao ano de 2015.

Atualização: novo prazo para saque vai até 31 de dezembro de 2016.

O prazo para saque do abono salarial com ano-base 2014 é 29 de dezembro de 2016. Saques em lotéricas ou terminais de auto-atendimento da Caixa podem ser feitos até dia 30.

Na última quinta-feira (30 de junho) de 2016 terminou o prazo para que os trabalhadores remunerados e cadastrados no PIS/Pasep (Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) há no mínimo cinco anos, sacassem seu abono salarial referente ao ano base de 2015. Segundo o Ministério do Trabalho, pouco mais de 1 milhão de beneficiários, por motivos desconhecidos, não fizeram o saque.

Após o término do prazo, o governo anunciou a prorrogação do prazo para que os que ainda não fizeram o saque do benefício possam fazê-lo. A retirada poderá ser feita entre os dias 28 de julho e 31 do de agosto de 2016 (atualização: com nova prorrogação, ao final de agosto, para 31 de dezembro de 2016).

Se você é trabalhador registrado e não sabe se tem direito a receber o abono, basta fazer seu cadastro na página da Caixa Federal com seu número do PIS e verificar se há benefício a ser pago. Além do PIS/Pasep, você também pode acompanhar os depósitos e rendimentos de seu FGTS, além do processo de Seguro Desemprego, se for o caso (veja aqui as condições para receber seu seguro).

Por que prorrogaram o prazo para o saque do PIS/Pasep?

Segundo o ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira, essa é a primeira vez que o governo concede uma prorrogação para que os trabalhadores possam sacar o abono salarial. A medida está sendo dada no governo do presidente interino Michel Temer enquanto ocupa o cargo da presidenta Dilma Rousseff, afastada pelo prazo de até 180 dias por conta do processo de Impeachment.

Apesar de prorrogar o prazo de saque, novas regras para o recebimento do benefício estão vigentes pela Medida Provisória 665, a qual define o aumento da exigência de tempo em que o trabalhador deve permanecer no ano-base para que seja concedido o abono salarial. Portanto, tem direito ao abono quem recebeu até dois salários mínimos mensais (considerando o valor atual do salário mínimo, que é de R$ 880,00), com registro em carteira e exerceu sua atividade remunerada durante, no mínimo, 30 dias no ano de 2015.

O que muda a partir de agora é que o valor do direito para quem trabalhou um mês no ano-base, por exemplo, é de 1/12 do salário mínimo e não o valor total como era previsto até junho deste ano.

Confira os detalhes de como sacar seu PIS/Pasep e o novo cronograma de pagamento na página do Ministério do Trabalho e Previdência Social.


Confira aqui detalhes sobre o Abono Salarial PIS/PASEP.

O Abono Salarial é um benefício que tem o valor de um salário mínimo e é disponibilizado a todo trabalhador que tenham mais de 5 anos de inscrição no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) e recebam remuneração mensal de até 2 salários mínimos.

O PIS é o cadastro para celetistas (trabalhadores de carteira assinada) e é de competência da Caixa Econômica Federal, cabendo a esta instituição a administração do benefício, assim como o PASEP é um benefício de direito do trabalhador que é servidor público e é de competência do Banco do Brasil. Ambas as instituições ficam responsáveis por administrar, estipular datas e agendamentos, bem como efetuar o pagamento dos respectivos benefícios.

O trabalhador que tenha 5 anos de cadastro no PIS/PASEP, tenha trabalhado no mínimo 30 dias ou recebido até dois salários mínimos no ano anterior (2014), terá direito ao benefício do abono salarial PIS/PASEP referente ao período de 2014/2015, desde que a empresa para a qual trabalha ou trabalhou o tenha inscrito na Relação Anual de Informações Sociais – RAIS.

O pagamento iniciou desde o mês de julho deste ano e vai até junho do ano seguinte. O calendário pode ser conferido nas agências ou pela internet. Empregadas domésticas e profissionais liberais não tem direito ao benefício, pois não estão vinculados a uma pessoa jurídica, assim como os demais trabalhadores que se enquadram nesta situação também não tem direito de receber o benefício.

A partir do ano que vem, os beneficiários do período 2015/2016 passarão a receber de acordo com as novas regras impostas pelo Governo Federal.  A partir deste período, quem tiver trabalhado um período inferior a 6 meses não terá mais direito ao abono salarial. Ou seja, será necessário ter trabalhado no mínimo 6 meses consecutivos no ano anterior e não apenas 30 dias como é até então.

LILIAN JEANE SANTOS DE OLIVEIRA


Consulta do saldo e pagamento pode ser feita pela Internet ou em qualquer agência da Caixa Econômica.

Todo cidadão que possui inscrição no PIS pode consultar seu abono salarial a qualquer momento, indo até uma agência da Caixa Econômica Federal com seu documento de identificação e cartão de cadastro no PIS ou ainda a partir da internet.

Para consultar a partir da internet, basta ter em mãos a senha do cartão cidadão e o número do cadastro do PIS/PASEP e acessar o site no link: www.caixa.gov.br, onde deverá realizar um cadastro, criando login e senha para posteriores acessos. Ao se cadastrar, o trabalhador poderá acessar a qualquer momento o extrato de seus benefícios sem sair de casa.

Ao acessar o site do banco, o cidadão poderá identificar facilmente um ícone direcionado aos trabalhadores, no qual deverá clicar e prontamente será direcionado para uma página onde encontrará todas as informações pertinentes aos seus benefícios, como PIS, INSS e FGTS, onde poderá tirar suas dúvidas. Para consultar saldos e pagamentos, é preciso clicar no ícone “Consultar Pagamento”. Neste momento será direcionado para uma página individual, que requer login e senha, caso não possua, é só seguir o passo a passo para realizar o cadastro criando uma senha para internet. Será necessário ter em mãos o número do PIS, este será o login para acesso.

Criado a senha, o cidadão terá livre acesso a todos os seus dados, como saldos e extratos, históricos de transações realizadas como saques de seguro desemprego, dentre outros.

O trabalhador também poderá consultar o seu saldo diretamente de um terminal de auto-atendimento utilizando o Cartão Cidadão. Caso ainda não possua, procure a agência da Caixa mais próxima e solicite o seu. Ele é um facilitador para acesso aos benefícios aos quais o trabalhador tem direito. Com ele, o cidadão poderá consultar extratos e ainda realizar saques de PIS, FGTS e Seguro desemprego, facilitando a vida do cidadão, evitando filas e burocracias.

LILIAN JEANE SANTOS DE OLIVEIRA





CONTINUE NAVEGANDO: