Você sabia que hoje em dia mais de 60% da população trabalhista é composta por mulheres? E sabe o que mais garante isso nos dias de hoje? A coragem e a determinação para vencer preconceitos e barreiras que desde a idade média eram impostos pela sociedade. Hoje, graças a toda essa determinação, vemos mulheres nos mais variados postos hierárquicos de grandes empresas, instituições religiosas, política e até em cargos operários antes ocupados apenas por homens. Mas existem aquelas que sonham com uma liberdade além da que é proposta pela sociedade. Se você se encontra nesse caminho, dê uma olhada no que você pode fazer:

– Abrir um negócio próprio:

Hoje em dia, abrir um negócio próprio pode não ser um bicho de sete cabeças. Você pode começar com algo que você já gosta de fazer, como cozinhar por exemplo. Você pode fazer doces ou salgados para vender, criar uma marca a partir disso e divulgá-la em estabelecimentos comerciais.

– Cursos:

Se tem algo que você gostaria muito de fazer, mas não está possibilitada no momento, então procure um curso na área para você se habilitar e se especializar em algo, por exemplo. Escolha algo que você goste e que esteja alinhada com suas expectativas para com o mercado.

– Parcerias:

Se você deseja abrir um negócio ou alavancar sua carreira, faça parceria com alguém de confiança. Tenha em mente que esse alguém não terá que contribuir só como parceiro, mas também como um mentor que ajudará você, seja de forma direta ou indireta, a chegar onde você quer chegar. Use seu bom senso nessa hora e não dependa só disso, pois você precisa de suas próprias habilidades.

– Independência:

Ter independência implica em ter liberdade de escolha e decisão para saber o que você quer e onde quer chegar. Se você se considera uma pessoa independente, então terá a chance de conquistar as coisas que você quer com mais facilidade.

Por Daniela Almeida da Silva


A aparência é importante tanto para as mulheres quanto para os homens em uma entrevista de emprego, mas as mulheres têm um ponto positivo a mais quando estão vestidas de acordo com a vaga. Mas, como se vestir adequadamente para uma entrevista de emprego?

Mais do que o próprio currículo com experiências e competências, a aparência pode se tornar um diferencial para a contratação, pois querendo ou não, a primeira impressão é a que fica. Por isso, siga as dicas a seguir para você ter cuidado para não errar nessa hora:

– Primeiramente faça uma pesquisa sobre a empresa para qual vai fazer a entrevista. Observe se ela é formal demais ou se tem um perfil mais descontraído.

– Depois que você pesquisou sobre a empresa, agora é hora de pensar em como se vestir de acordo com o cargo concorrido.

– Se a empresa exigir uma postura mais formal para o cargo, prefira uma calça social básica e uma camisa. Caso o tempo esteja frio abuse de um terninho. Se você optar por uma saia, cuidado com o comprimento dela, que não pode estar acima do joelho. No caso dos sapatos, escolha um salto alto normal ou uma sapatilha. Não exagere nos detalhes.

– Se a empresa tiver um perfil mais informal, opte por uma calça jeans básica, de lavagem escura de preferência, com uma camisa simples ou uma blusa social fechada e discreta.

– Escolha roupas de cores neutras como o marrom, branco, bege ou um preto básico. Muito cuidado com decotes, roupas coladas ou muito apertadas, brilhos e detalhes exagerados. Afinal, é preciso ter bom senso, pois você está indo em uma entrevista de emprego e não a uma balada ou festa.

– Quando for se maquiar faça um look leve e nude. Utilize uma base na tonalidade de sua pele só para melhorar a textura dela, um blush para dar uma realçada na aparência e um batom nude ou cor de boca. Não use nada escuro ou carregado demais.

– Se você for usar acessórios, escolha os mais discretos possíveis. Anéis, brincos, colares que são pequenos e bem delicados, apenas para dar ar sofisticado no visual.

– Em caso de dúvida, uma calça social básica preta e uma camisa simples branca cai como luva, pois ao mesmo tempo que fica básico, fica elegante e formal, além de não ter perigo de erro.

Aparência não é tudo, mas faz muita diferença!

Por Daniela Almeida da Silva


Foi feita a divulgação no começo desse mês de julho de 2014 pelo SEBRAE sobre o recebimento do seu mais novo projeto que visa premiar algumas mulheres que possuem o perfil de empreendedoras.

O projeto se chama Prêmio SEBRAE Mulher de Negócios, onde o eu objetivo principal é de premiar algumas iniciativas do público feminino que já atua no setor de negócios, sendo uma forma de reconhecer o talento que muitas delas possuem.

Todas as interessadas que realizarem a inscrição poderão concorrer a um troféu e ao selo de vencedora que vai dar o direito de receber a capacitação profissional em território nacional, além de uma viagem internacional.

De acordo com os dados divulgados na página do SEBRAE, a missão é encontrar mulheres de fibra que conseguem realizar os seus sonhos, e que façam de suas histórias de vida e de determinação um exemplo para outras que ainda estão começando uma carreira profissional.

Poderão se inscrever para o Prêmio SEBRAE Mulher de Negócios 2014 todas as mulheres que possuem algum tipo de negócio a pelo menos 1 ano, e caso tenha esse perfil saiba que o preenchimento do cadastro será aceito até o dia 31 de julho de 2014.  É necessário ter mais de 18 anos e o ensino médio ou superior completo.

Caso você tenha interesse em participar desse programa indico que acesse o site pelo link www.mulherdenegocios.sebrae.com.br e faça o preenchimento dos seus dados agora mesmo.

A seleção vai ser feita em duas etapas, sendo a estadual, e depois a nacional. Na etapa estadual vão ser reconhecidas as 3 melhores empreendedoras, podendo chegar ao total de 81 para a realização da fase final.

Depois da primeira fase haverá uma disputa entre essas selecionadas para que aconteça a escolha da melhor entre todas.

No mesmo site que foi citado acima vai ser possível ter acesso ao regulamento para que tire todas as suas dúvidas sobre esse programa.  

Por Josiane Fernandes de Jesus


Seu colega de trabalho te pede uma ajuda e você faz uma cara feia? Seu chefe corrige seu trabalho e seus olhos se enchem de lágrimas? Essas situações fora de contexto podem apenas indicar um dia ruim, mas, se você estiver passando por isso, observe seu calendário e realize uma conta simples e…  É tudo culpa da temida TPM (Tensão Pré-Menstrual).

Mesmo sendo algo que, aparentemente, foge do controle às vezes, ninguém do seu ambiente de trabalho é obrigado a conviver com essas oscilações de humor, certo? Por isso, se você sofre desse mal, saiba que tomando algumas atitudes você aprende a lidar melhor com a patologia – sim, TPM é considerado uma doença – que todos os meses assombra grande parte das mulheres.

Cerca de dez dias antes do período da menstruação, as mulheres podem sofrer com inchaços, alterações do ritmo intestinal, retenções de líquido e, claro, terríveis oscilações de humor. Pode ocorrer também ansiedade, depressão, perda de concentração e muito nervosismo.

No ambiente de trabalho, por exemplo, a produtividade pode ficar comprometida pelas alterações físicas e neuroemocionais que a TPM causa. 

Para lutar contra a TPM, é melhor prevenir sempre do que remediar: em uma atitude preventiva, por exemplo,  deve-se restringir o álcool e praticar muitas atividades físicas.

O chocolate é um santo remédio e até pode ajudar, já que ele auxilia na liberação de serotonina para o cérebro, trazendo um certo conforto, mas mesmo assim, o consumo excessivo é desaconselhado. As calorias do chocolate podem trazer arrependimento mais tarde. É melhor aprender a evitar o chocolate em certas ocasiões, apesar da sensação de prazer e auto-satisfação que ele dá. Praticar alguma atividade física pode fazer a mulher se sentir muito melhor e reduzir todas as calorias, em vez de acumulá-las.

Outra dica importante vinda de profissionais é manter uma alimentação totalmente balanceada. Além do chocolate, é bom evitar comer doces e ingerir refrigerantes também. Comer frutas e legumes é o mais indicado. 
Em casos específicos é melhor procurar seu médico: fazer um tratamento com medicamentos, além do anticoncepcional, poderá ajudar em casos considerados mais graves. Em ambientes de trabalho, principalmente, vale o conselho do médico: “Se estiver irritada, nunca coloque a culpa na TPM. Controle-se sempre”.

Por Daniela Almeida da Silva


A Avon, empresa norte-americana de cosméticos, está com um programa para mulheres empreendedoras que queiram aumentar sua renda mensal. É o Programa Executiva de Vendas Plus, que oferece um modelo negócio considerado inovador, que dá a possibilidade à candidata de criar uma equipe de vendas.

Para participar do programa é necessário já ser uma revendedora Avon, assinar um contrato de comercialização, ter conta bancária e possuir matrícula junto ao INSS. O número de candidatos é limitado.

É importante frisar que os escolhidos não serão funcionários diretos da empresa, e sim atuarão de maneira autônoma. Dessa maneira, também é possível ter outra fonte de renda.

As interessadas devem se inscrever através do site www.queroserexecutivaavon.com.br.  O processo seletivo é feito pelo Grupo Foco.

Por Felipe Villares


Para as mulheres interessadas em mudanças no seu rumo profissional, o trabalho de vigilância pode ser uma boa opção. Trata-se de uma carreira com salários atraentes, em especial para quem ainda não se definiu profissionalmente

É possível obter uma preparação básica de agente de segurança em apenas 16 dias de treinamento intensivo, totalizando 160 horas. Com a conclusão já se pode obter a necessária licença da Polícia Federal.

As áreas mais comuns para a atuação de mulheres seguranças são em shoppings, escolas particulares, shows, aeroportos, entre outros. Quanto mais a agente de segurança buscar especialização, poderá obter uma remuneração cada vez melhor, com rendimentos que podem chegar à casa dos R$ 8 mil, que é o salário de uma agente especial.

Outra grande vantagem é que a agente obterá uma boa forma física, pois, por causa da profissão, as seguranças precisam ter uma alimentação saudável e balanceada, além de se exercitar regularmente.

Por Selma Isis

Fonte: Eli Rahamim, especialista internacional em segurança.


Mesmo na sociedade atual as diferenças entre homem e mulher persistem e ainda são muito evidentes.

O numero de chefias homens e mulheres são gritantemente diferentes, a quantidade de homens ainda é muito maior que a parcela feminina. Os salários também são ainda diferentes para os sexos.

Mesmos para cargos que se imaginariam ser femininos, os homes ainda dominam: cheffs de culinária, estilistas, etc.

Muito da diferença e disparidade já caíram com a evolução da sociedade, mas ainda existe um caminho muito longo a ser percorrido, e quem sabe em um futuro próximo, as diferenças sejam mínimas e não existam mais.

Por José Alberi Fortes Junior.





CONTINUE NAVEGANDO: