Estilo de vida cresce entre profissionais de tecnologia.

Já se imaginou fugindo da rotina para  um local exuberante e totalmente diferente da onde você mora e ao mesmo tempo conseguir trabalhar e se sustentar. Uma vida dos sonhos e que parecia algo distante da realidade se tornou possível graças aos avanços tecnológicos que permitem esquecer os espaços físicos e  os horários fixos e poder trabalhar em áreas ao ar livre, desde que tenha o acesso à internet!

Cada vez mais pessoas estão optando por este estilo de vida chamado de "Nomadismo Digital". Já se tornou hábito em alguns países no exterior, sendo os pioneiros no Brasil o casal Jaque Barbosa e Eme Viegas, que graças às escolhas do seu dia-a-dia conseguiram a liberdade geográfica e de horários que desejavam e assim ter mais tempo livre para gastar.

A maioria dos nômades digitais tem seus trabalhos relacionados à tecnologia. Mas independente da liberdade que este estilo de vida traz, não significa que as cobranças serão menores, sendo necessário atender a produtividade e evoluir na carreira onde quer que esteja. O maior mito à respeito desse estilo de vida é a afirmação de que é necessário "ser filhinho de papai" para aderir ao ramo, sendo que a grande verdade é que se precisa de segurança financeira e esforço próprio.

De acordo com os adeptos do nomadismo digital, o maior motivo para procurarem este modo de vida era porque eles conseguiam produzir cada vez mais e com melhor qualidade. De acordo os mesmos, a ferramenta principal para aderir ao nomadismo é ter um notebook e um bom pacote de internet para acessar os arquivos que ficam na nuvem. Realmente este projeto pode ser de sucesso, exemplo disso é o casal citado no início da matéria, que hoje é dono de três blogs e fatura em torno de três milhões de dólares ao ano.

As maiores características das empresas que tem funcionários nômades digitais é a adequação dos funcionários aos fusos-horário diferentes, a motivação e colaboração desejando uma performance acima da média entre seus funcionários.

Além disso, no início de qualquer projeto empresarial envolvendo o nomadismo digital é necessário um conjunto de esforços constantes e diários, para que o projeto consiga assumir um rumo e seguir tranquilamente, sendo que depois de algum tempo se consegue mais tempo para realizar outras tarefas.

E você! O que acha dessa idéia? Deixe sua opinião em nossos comentários.

Por Denisson Soares


Confira aqui as principais vantagens e desvantagens da carreira de Professor.

Ser professor não é fácil, mas é uma das profissões mais nobres do mundo. Aquela que forma todas as outras. Muitas pessoas sabem disso, mas poucas sabem reconhecer a real importância deste profissional para o futuro de toda uma nação.

Desde os tempos mais remotos se fazia importante ter professor. No príncipio somente as camadas mais altas da população que poderiam ser escolarizadas e isso foi mudando com o tempo. A Educação começou a ser oferecida para todos de todas as classes.

Aqui no Brasil, o que vemos é a desvalorização deste profissional. Além das péssimas condições de trabalho deste profissional, ainda tem a pior remuneração em relação a outros profissionais de nível superior.

Os cursos de licenciatura estão com números cada vez mais reduzidos de alunos, pois os estudantes buscam altos salários e reconhecimento profissional, o que ainda não acontece com professores.

Não é apenas em escolas públicas que isso acontece. Nos estabelecimentos particulares também tem essa desvalorização, essa falta de reconhecimento e respeito. Os professores são humilhados e agredidos por alunos, pais. etc. É uma classe que luta sozinha, sem o apoio de ninguém.

Apesar de todas as dificuldades, confesso que não trocaria por nenhuma outra profissão, Não há nada mais gratificante do que o sorriso meio tímido de um aluno quando escuta a leitura dramatizada de um texto, do que o despertar dele para o conhecimento, sua curiosidade, sua dedicação na realização das atividades. Tem aqueles que se apegam tanto que nos tornamos sua segunda mãe, dando broncas, conselhos e "pegando no pé".

É tão bom ensinar e aprender ao mesmo tempo, pois acreditem, também aprendemos quando ensinamos, como já dizia o saudoso Paulo Freire em seu livro "Pedagogia da autonomia".

Um professor, alguns anos atrás, comprou um celular com uma nova tecnologia, mas não era muito habilidoso. Como sempre fez, levou seu aparelho para a sala de aula, caso alguém ligasse. Num momento da aula, necessitava de algo no aparelho mas não sabia como, eis que é surpreendido por um aluno que não dominava muito sua disciplina mas sabia tudo sobre o celular e ensinou o professor a utilizar todos os aplicativos que tinham disponíveis em seu aparelho.

Algumas coisas só descobrimos com o passar dos anos, ou seja, com a maturidade. Um jovem que inicia na profissão de professor e não tem certeza do que realmente quer, corre risco de desistir no primeiro dia de aula ao se deparar com toda a indisciplina que permeia a sala de aula, com toda falta de infraestrutura de escolas públicas e algumas "particulares" também, com toda ausência da família no processo ensino-aprendizagem dos alunos, nas reuniões de pais, a falta de informação daquele aluno indisciplinado que muitas vezes pede socorro para o professor em relação a algo que está acontecendo e que não sabe como lidar pela falta de experiência.

Crianças e adolescentes são as melhores pessoas para nos relacionar. Não, eles não são inocentes, mas são verdadeiros e intensos em seus sentimentos.

Para ser professor é necessário cursar Licenciatura Plenas em alguma disciplina do currículo oficial: Letras para  ensinar Português e Inglês (ou Espanhol, confome uma lei assinada em 2011), Matemática para ensinar a mais temida matéria, a própria Matemática. Se você quer ser professor de ciências basta cursar Ciências Biológicas. Os cursos de Geografia, História, Educação Física e Artes tem o mesmo nome que a disciplina que te tornará apto para lecionar tais disciplinas. A maioria dos cursos de Licenciatura têm duração de 3 anos e hoje em dia pode até ser realizado na modalidade EAD, isto é, a distância, no conforto da sua casa, sendo necessários alguns encontros semanais ou mensais, dependendo da grade do curso e da Universidade escolhida.

Os preços também são mais acessíveis não só em relação a alguns cursos como também há alguns anos atrás. Além disso, o governo dispões de programas de incenivo ao Ensino Superior como Prouni e Fies. Algumas faculdades oferecem financiamento estudantil próprio e bolsas de estudos com diversas porcentagens de desconto.

É necessário acreditar na Educação para poder fazer parte dela e para poder fazer a diferença.

O país só poderá ser melhor com Educação, isso é sabido e se faz urgente. Se o Brasil tem como slogan federal "Pátria Educadora", é mais que urgente a valorização destes profissionais não só com salários dignos e condições decentes de trabalho, como dar a sua real importância, assumindo que através da Educação é que podemos mudar o futuro.

Parabéns aos guerreios, professores desse Brasil, país tão rico e tão carente de educação. Eu acredito que seremos surpeendidos com a valorização do magistéio e que isso não vai demorar muito.

Nilda Ribeiro do Nascimento


Buscar cursos de especialização e valorizar a si mesmo são algumas dicas que dão certo

Investir em sua carreira é fundamental para sair da rotina, ganhar um salário maior e ter satisfação pessoal. Fazer esse tipo de investimento, nada mais é do que acreditar em si próprio, que é capaz de conquistar coisas maiores e melhores, e saiba que esse perfil é muito valorizado por todos os tipos de empresas.

Mas muito se perguntam: quando e qual é a melhor maneira de investir na carreira e se destacar na sua área de atuação? Se você está à procura dessa receita, aqui vamos postar dicas que poderão ajudar nessa sua conquista.

– O que fazer?

A primeira coisa que você deve pensar é no que realmente gosta de fazer, pois se estudar em uma área somente pelo retorno financeiro ou por causa do mercado de trabalho, isso pode gerar frustração e desperdício de tempo que é precioso.

Seguindo essa linha de raciocínio, é considerado como o melhor tipo investimento aquele que proporciona realização pessoal, por isso, é fundamental estudar mais e mais aquilo que se identifica.

Se por acaso já está formado em um curso de nível superior, você pode optar em realizar um curso de pós-graduação, mestrado, curso de especialização, cursos de línguas, entre outras coisas que com certeza ajudarão na hora de conseguir se destacar na sua área de atuação.

– Valorização

Após ter se qualificado profissionalmente, chega o momento em que precisa se valorizar, por isso, liste quais são suas habilidades, ideias, conhecimentos e experiências que podem agregar na empresa que está ou deseja ingressar. Tudo isso deverá ser mencionado em uma possível entrevista que surgir.

– Crie seu futuro

Os profissionais muitas vezes não acreditam no seu potencial e acabam aceitando qualquer proposta, por isso, a última dica de hoje está em criar seu futuro promissor, mesmo que isso gere um fator de risco.  

Muitas vezes é melhor arriscar do que não tentar e a única pessoa que pode fazer isso é você mesmo, por isso, ouse para conquistar seus sonhos. 

Por Yasmin Fernandes Robles


Para conquistar o emprego dos sonhos e construir uma carreira de sucesso é necessário muita garra e preparação. E, tratando-se de preparação, algumas atitudes contam muito, como conhecimentos da área e da empresa que quer atuar, formação acadêmica adequada, determinação, habilidades e principalmente muita motivação.

Além dessas atitudes que são construtivas, existem outras que são destrutivas e podem detonar sua carreira. Conheça agora alguma delas:

– Falta de interesse: É fundamental que um bom funcionário se interesse por todos os procedimentos da empresa e ir muito além de realizar suas simples tarefas do dia a dia. Na ausência disso, os gestores costumam identificar como falta de interesse pela empresa.

– Incompatibilidade com o perfil da empresa: Antes de aceitar uma oportunidade de emprego, verifique se seus valores e expectativas correspondem com os da empresa, caso contrário, sua permanência nela será um fracasso.

– Falta de compromisso e responsabilidade: Ser pontual e cumprir com seus horários, por exemplo, não significa demonstrar compromisso, pois geralmente as empresas buscam por resultados, e não apenas pessoas preocupadas em ser observadas em suas ações. Esquecer alguma reunião ou aquela tarefa importante pode ser percebido pelo seu superior como irresponsabilidade.

– Faltas e atrasos: Algumas empresas identificam faltas e atrasos como descaso ou desculpas para encobrir faltas de interesse e/ou compromisso. Certifique-se de justificar todas as suas faltas e atrasos, sempre da melhor forma possível.

– Má utilização dos recursos disponíveis pela empresa: Ninguém tolera pessoas que não têm bom senso algum na hora de se aproveitar daquilo que não é seu. Isso funciona para as empresas também, por isso, cuidado com excesso de telefones, computadores, impressoras e outros utensílios do escritório da empresa para usos pessoais. 

Essas atitudes podem às vezes passar despercebidas por nós, denunciando nosso caráter justamente porque não as policiamos com humildade. Com o ego elevado somos incapazes de admitir erros, e isso pode prejudicar a longo prazo nossa evolução profissional.

Para driblar isso, exercite sua capacidade de inovar, criando soluções eficazes que contribuem para o desenvolvimento de sua carreira na empresa, e torne-se um colaborador prestativo e criativo.

Por Daniela Almeida da Silva


Seguir carreira é uma maratona. Ambas significam a mesma coisa: enfrentar subidas, descidas, tempestades, vento frio, paisagens bonitas e trilhas de concreto puro para atravessar. No início, tudo fica misturado no pelotão de largada. Fica difícil saber quem somos e para onde vamos. Conforme as distâncias são percorridas, alguns vão desistindo e outros mudam de rumo, sem falar nas concorrências desleais que tentam mudar o seu percurso. Do meio para o final do caminho, vão ficando os melhores. Essa corrida pelo pódio corporativo parece mais uma corrida de espermatozóides para fecundar um óvulo. A diferença é que na cadeia de CEO só cabe um. 

Tem pessoas que entram no mercado de trabalho pensando que vão correr numa prova de 100 metros. Começam no emprego se matando de tanto trabalhar e alguns meses depois desanimam e são tomados pela desmotivação. Esses se tornam carregados de pessimismo, os joios de plantão. Quem só fica pensando na próxima promoção tem tendência a se frustrar mais rápido.

Mas há aqueles também que, mesmo estando sonhando com o sucesso, divertem-se trabalhando: todas as manhãs encaram as tarefas do dia de forma animada e, na hora do jantar, falam com muito orgulho as coisas que aprendem e os desafios que vencem. Uma coisa essas pessoas não costumam relatar: mesmo que fossem milionárias e não precisassem do dinheiro, gostariam de ir para o escritório, o consultório,  ou no meio do pasto (seja lá onde trabalham no momento) todos os dias.

Gostar do que fazemos e fazer com prazer e alegria são requisitos fundamentais para ter uma carreira sustentável e de sucesso, pois isso vai fazer ela vai durar por muito tempo, de qualquer forma.

Por Daniela Almeida da Silva


Os profissionais, que precisam de registro profissional, de todo o Brasil podem agora solicitar o registro pela internet e, tento feito seu cadastro, preenchido com seus dados e informações sobre o registro que pretende fazer, será indicado pelo sistema qual localidade mais próxima para o protocolo de sua documentação.

O cadastro do profissional deve ser feito nas páginas das Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego (SRTE), será gerado um número com a solicitação do usuário, juntamente com a especificação dos documentos a serem encaminhados à SRTE física mais próxima. Depois da entrega da documentação, o profissional poderá acompanhar todas as etapas também pela internet.

Desde o dia 29 de abril de 2013 o sistema para o registro online já estava disponível em diversos estados, os estados que faltavam eram Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Pernambuco e Rio de Janeiro, que acabam de ser incluídos no sistema, deixando todo o registro pela internet disponível em todo o país.

As profissões que exigem registro profissional de acordo com o Ministério do Trabalho e emprego são: artista, agenciador de propaganda, técnico em espetáculos de diversões, técnico de segurança do trabalho, jornalista, publicitário, radialista, secretário, sociólogo, arquivista, técnico em arquivo, técnico em secretariado, guardador e lavador de veículos.

O site para o profissional realizar seu cadastro é http://sirpweb.mte.gov.br/sirpweb/principal.seam.

Por Joana Junqueira borges


O profissional inserido no mercado de trabalho está sujeito ao estresse. Não somente pelas constantes vivenciadas no próprio local de trabalho. Outros fatores, como exemplo, transporte diário, questões financeiras, lazer, relacionamentos afetivos, relações familiares, entre outros, afetam o indivíduo acarretando em diminuição de sua produtividade profissional.

A ação exercida pelo mundo que nos rodeia relaciona-se diretamente ao estresse. E quando esta ação passa a interferir, neste caso, no trabalho, o profissional estará propenso a ser um forte candidato a dispensa da empresa.

Assim, é essencial a observância destes fatores para que, além da possibilidade de melhorar a situação que gera o estresse, não afetar uma carreira profissional promissora. Em certos casos existe necessidade de ajuda de profissionais, em outros, o próprio indivíduo poderá ser o agente modificador.

Por Patricia Gujev


Qualquer que seja a crítica recebida, deve-se ter o discernimento sobre a utilidade dele ou não, mesmo que as críticas sejam infundadas. Saber ouvir e escutar as opiniões de terceiros nunca é fácil, principalmente quando as opiniões divergem de o ouvinte acha.

Um feedback só será realmente proveitos se a pessoa ouvir atentamente e com interesse, procurando saber a maior quantidade de detalhes possível. Nunca se contente com a crítica inicial, procure esclarecimentos e todas as informações que estão ao alcance do interessado.

Não discuta nem se oponha ao ouvir um feedback. A defesa de quem recebe não é bem vinda e atrapalha na exposição de todos os argumentos. E ao final, depois de ouvir e demonstrar interesse, sempre agradeça, afinal todo feedback pode ser aproveitado para um crescimento profissional.

Por José Alberi Fortes Junior


A carreira profissional pode ser atrapalhada no trabalho por diversos itens. A má reputação é um item que influencia muito no ambiente de trabalho e no respeito entre os colegas de trabalho, além de poder ser banido da empresa, o profissional pode carregar a fama dentro do mercado de trabalho, além de dificultar promoções e impedir a participação em novos projetos.

Segundo Antenor de Toledo Barros Neto – consultor de Recursos Humanos do Grupo Soma – a postura correta é imprescindível para se manter uma ótima reputação. E ele indica algumas atitudes que devem ser evitadas no ambiente de trabalho como: chegar sempre atrasado no expediente, não ter ética e não saber se comportar, ser desorganizado com horários e materiais, não conseguir separar a vida pessoal da vida profissional e não ter um caso extraconjugal com um colega de trabalho comprometido.

O consultor ainda dá dicas para sair desta fase e acabar com esta fama: o profissional deve mudar as suas atitudes, e suas mudanças devem ser verdadeiras, não adianta melhorar em poucos aspectos por pouco tempo. O começo da mudança é o fator principal para começar a refazer a imagem profissional, ter consciência da fama ruim e pedir um feedback aos colegas de trabalho para enfim, começar a repensar suas atitudes.

Rafael TOTP.





CONTINUE NAVEGANDO: