Ser líder pode não ser uma tarefa fácil, mas é preciso ficar atento para sempre melhorar a postura no ambiente de trabalho.

Ser líder no trabalho pode não ser a melhor das tarefas, pois você terá que estar atento para a melhor maneira de lidar com a equipe e as diferentes opiniões e personalidades das diversas pessoas que a formam. Por essas dificuldades, é normal o profissional que ocupa a liderança se perguntar como melhorar sua postura no ambiente de trabalho. Confira algumas dicas:

– Ler sobre a área: Procurar dicas sobre sua área é a melhor opção para conhecer melhor as saídas para problemas difíceis ou que você ainda não encarou. Muitas vezes não temos um mentor profissional, alguém com quem possamos nos identificar e tirar as dúvidas. Buscar ajuda em livros voltados para essa área é a melhor opção para enriquecer seus conhecimentos de forma válida e certa.

– Ter amigos experientes: Nem sempre temos amigos com experiência, mas se você tiver a sorte de contar com algum amigo que tenha mais experiência que você, não deixe essa chance escapar! Converse com ele e absorva dicas importantíssimas para sua carreira. Um profissional mais experiente também pode aumentar seu círculo profissional, estreitando laços importantes para o dia a dia na empresa.

Além disso, amigos que sejam discretos também podem te ajudar nas relações interpessoais, mas é realmente preciso estar atento para que os amigos em questão sejam de plena confiança, para que assuntos profissionais não sejam vazados.

– Manter-se persistente: Por mais que os desafios da liderança sejam grandes e a vontade de desistir por vezes apareça, tenha em mente que para ser um bom líder é preciso ter também firmeza e não transparecer suas fraquezas. O que se espera de uma pessoa em posição de liderança é que ela conduza a equipe, que seja a sua referência. Continue refletindo sobre suas práticas e buscando novas estratégias, seja com o auxílio de livros ou profissionais da área. Fazendo isso, você estará colaborando para o fortalecimento de sua equipe, e fazendo com que esta siga o seu exemplo de perseverança e garra profissional.

Por Patrícia Generoso


As Lojas Todo Dia, do Grupo Walmart Brasil, está com inscrições abertas para o preenchimento de 30 vagas de emprego na área de liderança em diversos setores na região da Grande São Paulo. Dentre eles estão os de gerente geral trainee e encarregados de perecíveis e operações na modalidade trainee.

Para se inscrever, os candidatos devem ter ensino médio completo, experiência anterior na área de oferta e disponibilidade para mudar de cidade, caso necessário.

Os valores dos salários não foram divulgados previamente, porém a empresa oferece benefícios como assistência médico-odontológica, seguro de vida e vale-transporte.

Se você quer ser coladorador do TodoDia, envie seu currículo para o e-mail [email protected] até o dia 1º de agosto de 2010 e garanta sua inscrição!

Por Camila Porto de Camargo


Moradores de Campinas e proximidades devem ficar atentos ao anúncio de ofertas de vagas pelo McDonald´s: a empresa está com vagas em aberto para os cargos de gerente de plantão trainee e coordenador de qualidade e serviços em Campinas.

Para se candidatar às vagas é necessário ter formação superior completa ou em andamento, de preferências nas áreas de administração, economia, ciências contábeis, nutrição, marketing e pedadogia.

Os interessados devem enviar o CV para a Avenida Fransciso Glicério, 1000, CEP 13012-100, Campinas, SP. As funções exigem postura de liderança e coordenação de equipes. Os candidatos selecionados passarão por um período de treinamento na própria empresa. Boa sorte!

Fonte: http://eptv.globo.com/educacao/educacao_interna.aspx?288345

Por Cris Keller


Quando a chefia abusa de sua autoridade e exerce seu poder sobre colaboradores de outras equipes, normalmente ele é incompreendido levando a um sentimento de aversão dos demais.

Mesmo não entendendo que o motivo principal é o crescimento e a busca por resultados como um todo, estes profissionais não aceitam criticas, feedbacks ou orientações de quem não é seu superior imediato.

Vários argumentos são ditos, como por exemplo: “porque não cuida de sua equipe antes?”, ou “deixe que o nosso supervisor cuide disso!”, porém nenhum deles entende que a razão de orientação sobre a equipe de colegas não se dá por mostra de poder, mas sim pela visão que aquilo pode trazer melhorias a todos.

Por José Alberi Fortes Junior


Certa intimidade e coleguismo com o chefe é extremamente saudável e bom para o profissional. Porém quando o patrão torna-se amigo o empregado deve saber o limite dessa amizade dentro da empresa.

Certas intimidades devem ser evitadas, e deve-se também, ter muito cuidado com o modo de falar. Pois ele ainda é seu chefe.

Ser o amigo do patrão tem seu lado bom, é claro, mas tem também seu lado ruim. Certamente em alguma promoção podem duvidar da capacidade do funcionário. Para ser o amigo do chefe deve-se assumir as conseqüências, mas lembre-se: saber o limite e lembrá-lo do ambiente que estão é primordial para manter sua vida profissional bem resolvida.

Por José Alberi Fortes Junior


Cada vez é mais difícil de arrumar emprego direto em posições de lideranças e chefias. As grandes empresas hoje preferem promover antigos colaboradores e através de processos seletivos internos, podem ser bastantes críticos, pois conhecem já o histórico profissional de todos.

Outro fator favorável para a promoção em vez da contratação de chefias é a motivação que estes processos geram. Criam a filosofia no funcionário de sempre estar em evolução, estudando e se aprimorando.

Mas a contratação externa também ocorre, mas agora elas são muito criteriosas e no período de experiência são testados quase todos os requisitos. Portanto, continue enviando os currículos, afinal um bom profissional não será nunca deixado de fora.

Por José Alberi Fortes Junior

Estar aberto ao dialogo e a sugestões é fundamental para que a comunicação seja eficiente e objetiva. Clareza e simplicidade na linguagem fazem com que duplos sentidos não aconteçam evitando assim erros e desentendimento.

A comunicação entre chefia e subordinado causa uma eficácia e uma empatia maior, estando aberto a criticas e sugestões, o funcionário sente-se prestigiado e livre para fazê-las, isso tem um poder de motivação incomparável, pois quem pode expressar suas idéias tem a empolgação suficiente e a liberdade para também poder executá-las mostrando assim seu diferencial.

Sendo assim, estar acessível a sugestões e críticas motiva ainda mais os funcionários a participar dos procedimentos e melhorias do ambiente de trabalho.


O principal fator para a desmotivação de um colaborador ou funcionário é uma liderança falha. Falta de incentivo, reconhecimento, atenção entre outros fatores levam ao desânimo individual ou da equipe.

Um chefe orgulhoso, soberbo, antiquado, ignorante e desinformado geram diversos problemas para todos ao seu redor. Quando o chefe não ouve mais críticas e sugestões, não saberá ver os seus defeitos.

O líder antiquado, ignorante e desinformado não consegue ser compreendido e não consegue compreender o que se passa. A figura de uma pessoa retrograda também impede é uma pessoa atrasada, pois hoje todos os sistemas estão se modificando a uma velocidade impressionante.


Perder o chefe não é tão ruim quanto parece. Uma demissão de um chefe ou liderança carismático pode, em um primeiro momento, desanimar, porém todos devem estar cientes que na vida empresarial todos podem, sem exceção, ser demitidos.

Obviamente, toda demissão deve ser justificada de forma plausível, para que toda a equipe não sinta o baque e não se torne insegura, desmotivada e desvalorizada.

Chefias quando precisam demitir alguém devem estar previamente embasados de dados e de informações para que nenhuma demissão seja contestada e discutida.

A transparência permite que todos fiquem seguros de quais ações não devem ser tomadas e quais os objetivos a serem batidos.


É difícil julgar quais ações devem merecer elogios e reconhecimento. Parabenizar o funcionário por cumprir sua carga de trabalho de forma assíduo e pontual é valido? Ou seria premiar apenas a obrigação dele?

O reconhecimento publico deve ser pelos diferenciais, pelo algo a mais, não necessariamente pelo cumprimento do dever. Vemos alguns bônus ou gratificações em campanhas motivacionais serem ofertados para quem não falta, não chega atrasado e não sai mais cedo. Estes deveriam ser os parâmetros corretos de premiação?

Um cuidado com as ações e justificativas para criar campanhas de motivação devem ser tomadas para que a empresa não se torne refém de seus próprios atos.


Saber cobrar o subordinado também é um dos maiores desafios para os grandes líderes, principalmente sem desmotivá-lo. Ser chefe não é uma tarefa fácil, por isso é necessário conhecer o funcionário e saber como se dirigir a ele.

O uso de uma linguagem clara e objetiva, mas não informal, facilita muito as cobranças em ralação as metas e objetivo. Cobrar de forma genérica e impessoal gera descontentamento, perda de foco do funcionário e torna a execução das tarefas um trabalho maçante.

Um bom diálogo e muita transparência bastam para obter a confiança entre as partes, levando a um crescimento mútuo.





CONTINUE NAVEGANDO: